Meus 2 centavos nessa conversa...

On Mon, Feb 12, 2018 at 03:07:47PM -0300, Correa Jr wrote:
> Entendi... mas se, por exemplo, eu começo a revisar esse arquivo sem indicar
> para a lista, alguém pode começar a revisão ao mesmo tempo e teremos dois
> esforços empregados em um único arquivo simultaneamente.
>
Não tem problema ter duas revisões, é até benéfico pra qualidade da tradução. 
Geralmente quando mais de uma pessoa revisa, o que uma identifica de erro não é 
exatamente o que a outra vê. Pras descrições de pacotes (DDTP), por exemplo, só 
são aceitas traduções depois de 3 revisores aceitarem o texto tal qual. Isso 
resulta em ótima qualidade.

No entanto, não podemos nos dar ao luxo de exigir essa qualidade, quando o 
conteúdo que temos pela frente é muito grande, como é o caso do site. Senão, 
não vamos nunca alcançar a versão atual do inglês por completo!

Dito isso, concordo que ITR é desnecessário. Por outro lado, ITT talvez seja 
mais relevante no momento em que estamos, numa força tarefa pro mesmo projeto.

Sem um ITT, vc arrisca que outra pessoa tenha escolhido o mesmo arquivo que vc, 
e vc receba um RFR pra um arquivo que vc tá traduzindo. Se isso acontecer, 
compare sua tradução com a enviada e mande suas sugestões de mudança.

Minha sugestão é: ao começar a trabalhar, estime o tempo que vai levar numa 
tarefa (com a prática, fica mais fácil estimar). Se vc acha que vai conseguir 
concluir "numa sentada", geralmente, não vale a pena mandar o ITR/ITT, pq o RFR 
vai chegar antes mesmo da maioria das pessoas verem o ITR/ITT. Se é algo que 
vai ficar pro outro dia, aí sim, vale a pena avisar a todos que vc tá 
trabalhando nisso.

Espero que tenha ajudado!

Tássia.

Responder a