Olá Leandro, tudo bom?

Muito obrigada pelo relato, é bom ver que um grupo de pessoas se
mobilizaram para que esse assunto simplesmente não ficasse de lado.

Apesar do Malkon não ter respondido, tenho certeza que o esforço de
resolver a situação foi muito importante para o crescimento de todoso e
do coletivo.

bjs
foz




Em 20-05-2018 22:01, Leandro Luiz escreveu:
> Boa noite pessoal,
> 
>         Como alguns de vocês sabem, a pouco tempo atrás houve um
> incidente de comunicação desrespeitosa num grupo do Debian no Telegram
> com um membro da nossa equipe, o Malkon, que inclusive resolveu se
> retirar devido a isso. Este e-mail é para dar uma satisfação para a
> equipe sobre as ações que foram tomadas diante do ocorrido.
> Assim que soubemos do episódio, eu, Paulo e Tassia formamos uma espécie
> de comissão anti-assédio para procurarmos entender o que houve. Lemos os
> logs do grupo daquele dia, e entramos em contato com os envolvidos para
> tentar mediar a situação.
> Tivemos uma boa receptividade da parte dos envolvidos que trocamos
> e-mails. Todos entenderam a gravidade da situação, o quanto isso é
> prejudicial para a comunidade e nos garantiram que não voltará a ocorrer
> novamente. O Paulo é o moderador do grupo do Telegram e apesar de não
> estar o tempo todo vigiando o grupo, fará o possível para que tais
> situações não se repitam, e já chamou a atenção de todos os membros
> sobre isso.
> Quanto ao Malkon, presumimos que pedidos de desculpas foram enviados em
> privado. Do nosso lado, tentamos entrar em contato com ele diversas
> vezes por e-mail, inclusive para dar uma resposta sobre o que foi feito
> com relação a esse episódio, mas não obtivemos retorno. Acreditamos que
> no momento ele precisa de espaço e é isso que daremos a ele. Mas
> deixamos bem claro que ele será muito bem recebido se decidir voltar a
> contribuir, assim como todos são e devem ser.
>         Como sabem, a comunidade não tolera nenhum tipo de assédio ou
> ataque contra qualquer pessoa seja ele qual for o motivo e é nosso dever
> procurar entender o ocorrido, tomar as atitudes necessárias para que não
> ocorra novamente e dar uma satisfação a todos os envolvidos.
> 

Responder a