Renato,

> Logo, se formos usar um freebsd em um PC para rotear, acho que temos que
> avaliar, além da qualidade das placas de rede, em primeiro lugar, a
> quantidade de memória que o PC terá. O processador fica em segundo plano, 
> já
> que, com boas placas de rede e memória suficiente, o trabalho dele vai ser
> calcular métricas, o que - em uma rede estática - é irrisório.

Concordando com tudo que você falou, eu apenas adicionaria uma coisa:
Penso que, na realidade, todos os fatores devem ser havaliados: Memória,
CPU, fonte da máquina, placas de rede e etc.
A máquina estando bem dimensionada, a probabilidade de problemas
diminui consideravelmente.

Agora... uma coisa que eu não abro mão são placas de rede boas.
Eu praticamente só uso Intel ou 3Com para servidores.
Inclusive esse FreeBSD roteador (pentium-100) começou a dar uns
paus e eu fui descobrir que era porque tava usando 1 placa Intel com
1 placa 3Com. Mudando pra 2 Intel ou 2 3Com resolvou o problema.

Ahh, no meu caso era uma rede pequena com 2 classes C.

> A propósito, só para deixar comentando, em 2001 instalei um Pentium MMX166
> com 64de RAM, em um provedor com 1MB de link, fazendo filtro de pacotes.
>
> Por curiosidade, fui acessar a máquina agora e ela está viva até hoje :)

ehehehe... o velho e bom FreeBSD.

[]s
Ronan 


-------------------------
Histórico: http://www.fug.com.br/historico/html/freebsd/
Sair da lista: https://www.fug.com.br/mailman/listinfo/freebsd

Responder a