Não sou a favor de partir para ignorância (rm -rf /, ifconfig iface
down, etc.). Por isso, os servidores que fiz sem proteção de
acesso/"sobrinhos sanguessugas", estão rodando até hoje. Como eles
foram vendidos sem nenhum termo sobre qualquer tipo de proteção no
sistema instalado, não posso quebrar o que foi acordado.

Algumas destas máquinas foram vendidas sem qualquer tipo de manutenção,
com a entrega das senhas do root depois de 30 dias (quando eu recebia a
2a. parcela dos serviços).

Não gosto mais deste modelo ("menino bonzinho"), pois estas máquinas
rodam até hoje e serviram de "base de conhecimento" para certos seres
sanguessugas sugarem as soluções que bolei... é uma coisa que não
agrada muito não!

Nos clientes que deixam de pagar, eu também deixo de atendê-los após 30
dias de atraso. Aí eu só atendo mediante o pagamento (o que geralmente
não acontece, pois o cara para de pagar já que contratou um sobrinho
bem baratinho...).

No meu caso, eu "travo tudo" pois o cliente já compra uma solução
desenvolvida. Assina um contrato de uso que está tudo "tintin por
tintin", explicado... inclusive sobre a propriedade do código fonte e o
acesso físico da máquina....

Quando o cliente precisa ou solicita alguma solução, eu ofereco dois
modos, com preços, claro, diferenciados. O primeiro é o modo
"proprietário", onde o "trem" em questão é fechado. O segundo é de
código aberto...

Cada um adota sua posição, seja de proteger, compartilhar, não
interessa. Quando vc ou uma empresa compra ou usa um produto, está
sujeito(a) ao seu "contrato de uso"... então, caso a opção seja não
concordar, existem outras opções no mercado!

Bem, é isso aí...

On Mon, 27 Nov 2006 08:28:08 -0300
"Rafael Aquino" <[EMAIL PROTECTED]> wrote:

> Quero dar minha pequena contribuição nesta discussão.
> 
> Amigo, você não é o primeiro nem o último neste e em outros mercados
> que sofre calote.
> 
> O que EU faria:
> 
> Se está caro atendê-lo sem receber, deixar claro que não mais
> atenderei até começar a receber. O que ele já pagou já é dele. O que
> tu fez pra ele tu pode aplicar pra outro cliente. Ou seja: ele pagou
> para tu desenvolver uma ferramenta/script e agora tu tem ela pronta.
> Ganha por ela com pequenas adaptações.
> 
> Mas o mais importante pra ti e pra todos nós: não queima o filme
> dos profissionais da área. Este tipo de atitude não vai te trazer
> retorno financeiro e ainda denigre a nossa imagem. 
> 
> Entendo tua aflição, mas também concordo com os que dizem que se tu
> já não tá mais recebendo mesmo, deve partir pra outra. Mas pega o que
> tu já fez como material para aplicar em futuros projetos. Ele pagou,
> tem o direito de ter. Mas tu desenvolveu, então tem o direito de usar
> em outros clientes (a não ser que o contrato dite o contrário).
> 
> Boa sorte nesta empreitada.
> 
> --
> Rafael Mentz Aquino
> BSDServer Ltda.
> 0 xx 51 - 9725 4311
-------------------------
Histórico: http://www.fug.com.br/historico/html/freebsd/
Sair da lista: https://www.fug.com.br/mailman/listinfo/freebsd

Responder a