Esse material não conheço, mas deve ter na Internet.

Artur

Em seg, 17 de fev de 2020 13:01, Luiz Antonio Rodrigues <
rodrigue...@gmail.com> escreveu:

> Olá, Artur!
> Tudo bem?
> Isso é muito interessante...
> Você conhece algum material que traga a história do desenvolvimento dessas
> convenções?
> Gosto demais desse tipo de assunto...
> Abraço!
> Luiz
>
>
> Em seg, 17 de fev de 2020 1:37 AM, Artur Costa Steiner <
> artur.costa.stei...@gmail.com> escreveu:
>
>> Aliás, para a<>0, a^0 = 1 também é uma convenção. Tomando-se por base a
>> definição de potência para expoente inteiro positivo, não é possível provar
>> que a^0 = 1. Já vi uma clássica "prova" disso, mas é logicamente
>> inconsistente.
>>
>> Até a^1 = a é uma definição, pois nâo existe produto com um único fator.
>>
>> Artur
>>
>> Em dom, 16 de fev de 2020 23:47, Artur Costa Steiner <
>> artur.costa.stei...@gmail.com> escreveu:
>>
>>> Na matemática há algumas convenções um tanto estranhas, como 0! = 1.
>>>
>>> Artur
>>>
>>>
>>> Em dom, 16 de fev de 2020 22:43, Luiz Antonio Rodrigues <
>>> rodrigue...@gmail.com> escreveu:
>>>
>>>> Olá, Ralph!
>>>> Tudo bem?
>>>> Também fiquei curioso e obtive as seguintes respostas:
>>>>
>>>> Calculadora científica HP: function error.
>>>> Calculadora científica Casio: math error.
>>>> Photomath: undefined.
>>>> Calculadora científica do iPhone: error.
>>>> Calculadora científica online calculator-1.com: calculation error.
>>>>
>>>> Interessante, não é?
>>>> Abraço!
>>>> Luiz
>>>>
>>>> Em dom, 16 de fev de 2020 9:37 PM, Ralph Teixeira <ralp...@gmail.com>
>>>> escreveu:
>>>>
>>>>> Curiosidade: na calculadora do Google, e também na calculadora padrão
>>>>> do Windows 10, 0^0=1.
>>>>>
>>>>> Em contrapartida: o Wolfram Alpha diz "undefined".
>>>>>
>>>>> Abraco, Ralph.
>>>>>
>>>>> On Sun, Feb 16, 2020 at 4:19 PM Luiz Antonio Rodrigues <
>>>>> rodrigue...@gmail.com> wrote:
>>>>>
>>>>>> Olá, Bernardo!
>>>>>> Olá, Artur!
>>>>>> Muito obrigado pela resposta.
>>>>>> Eu vou acessar o link para ver a argumentação do Ralph, que eu
>>>>>> desconheço.
>>>>>> Eu sei que é uma discussão meio "inútil", mas gosto desse tipo de
>>>>>> troca de ideias.
>>>>>> Acho que aprendo muito!
>>>>>> Principalmente porque esse era um assunto "resolvido" para mim...
>>>>>> Não tinha dúvidas quanto a isso e agora vejo que não é bem assim...
>>>>>> Abraços!
>>>>>> Luiz
>>>>>>
>>>>>>
>>>>>> Em sáb, 15 de fev de 2020 9:22 PM, Artur Costa Steiner <
>>>>>> steinerar...@gmail.com> escreveu:
>>>>>>
>>>>>>> É inútil discutir o valoe de 0^0. Não há como provar nada com
>>>>>>> relação a isso. Comumente se define que 0^0 =1 porque esta é uma 
>>>>>>> definição
>>>>>>> conveniente. Por exemplo, em séries de potências.
>>>>>>>
>>>>>>> Artur
>>>>>>>
>>>>>>> Em sáb, 15 de fev de 2020 20:55, Luiz Antonio Rodrigues <
>>>>>>> rodrigue...@gmail.com> escreveu:
>>>>>>>
>>>>>>>> Olá, pessoal!
>>>>>>>> Tudo bem?
>>>>>>>> Eu aprendi que qualquer número elevado a zero é 1, mas com exceção
>>>>>>>> do zero.
>>>>>>>> Também aprendi que 0^0, assim como 0/0, representam indeterminações.
>>>>>>>> Na minha calculadora científica, a operação 0^0 resulta em erro.
>>>>>>>> Acontece que há pouco tempo eu vi num livro que era utilizado num
>>>>>>>> conceituado colégio de São Paulo que 0^0=1.
>>>>>>>> Resolvi consultar a internet e descobri que essa discussão já
>>>>>>>> existia no tempo em que Euler era vivo...
>>>>>>>> Um dos sites que eu consultei diz que existem três respostas
>>>>>>>> possíveis, dependendo do contexto:
>>>>>>>> a) 0^0 é inexistente
>>>>>>>> b) 0^0 é indeterminado
>>>>>>>> c) 0^0=1
>>>>>>>> Não fiquei convencido e acho que o item (b) é o correto, da forma
>>>>>>>> como eu aprendi.
>>>>>>>> O que vocês pensam sobre isso?
>>>>>>>> Abraços!
>>>>>>>> Luiz
>>>>>>>>
>>>>>>>> --
>>>>>>>> Esta mensagem foi verificada pelo sistema de antivírus e
>>>>>>>> acredita-se estar livre de perigo.
>>>>>>>
>>>>>>>
>>>>>>> --
>>>>>>> Esta mensagem foi verificada pelo sistema de antivírus e
>>>>>>> acredita-se estar livre de perigo.
>>>>>>
>>>>>>
>>>>>> --
>>>>>> Esta mensagem foi verificada pelo sistema de antivírus e
>>>>>> acredita-se estar livre de perigo.
>>>>>
>>>>>
>>>>> --
>>>>> Esta mensagem foi verificada pelo sistema de antivírus e
>>>>> acredita-se estar livre de perigo.
>>>>
>>>>
>>>> --
>>>> Esta mensagem foi verificada pelo sistema de antivírus e
>>>> acredita-se estar livre de perigo.
>>>
>>>
>> --
>> Esta mensagem foi verificada pelo sistema de antivírus e
>> acredita-se estar livre de perigo.
>
>
> --
> Esta mensagem foi verificada pelo sistema de antivírus e
> acredita-se estar livre de perigo.

-- 
Esta mensagem foi verificada pelo sistema de antiv�rus e
 acredita-se estar livre de perigo.

Responder a