Autoridade e autoritarismo

Uma linha tênue separa a autoridade do autoritarismo. Embora de grafia
semelhante, as duas palavras têm significados muito distintos. As diferenças
podem ser claramente observadas no ambiente de trabalho.
Enquanto a primeira denota um profissional que não apenas pode, mas sabe dar
ordens, a outra indica o comportamento de quem se vale da posição
hierárquica para fazer e exigir o que quer, mesmo que isso não represente o
melhor para a equipe.
Consultores de gestão são enfáticos ao afirmar que, ao contrário do que
alguns pensam, não é necessário adotar uma postura autoritária para
conseguir ter autoridade, qualidade que está intimamente ligada à liderança.
Enquanto a figura que tem autoridade busca compartilhar todas as etapas dos
projetos com os membros da equipe de trabalho, enxergando os subordinados
como parceiros, o autoritário cria e faz cumprir normas, muitas vezes
inadequadas, e é excessivo nas exigências do dia-a-dia.
Gerente de administração de pessoal da Xerox, Paulo Barros diz que manter o
equilíbrio entre os dois comportamentos não é difícil. Ser reconhecido pela
equipe como autoritário acaba criando resistência dentro do próprio grupo, o
que pode acabar influenciando nos resultados "Trabalhar num ambiente de
camaradagem é muito melhor. A autoridade tem que ser reconhecida
naturalmente pelos subordinados e não ser imposta", ressalta.
A inexistência de paredes na MLab, empresa de desenvolvimento e serviços
para Internet, ajuda a manter o clima de informalidade. No entanto, para a
diretora de Recursos Humanos(RH) e infra-estrutura, Beatriz Fortes, o mais
importante é que haja respeito à hierarquia no desempenho da função.
"O autoritário não sabe ser um chefe e para se impor usa o cargo como
pretexto", analisa Beatriz. A gestão deve ter como um dos princípios básicos
ver seus profissionais como parceiros. Os resultados, segundo a gerente de
captação, educação e treinamento da empresa, Maria Inês Divino Goes, são
mais rápidos e melhores. "Enquanto o profissional com perfil de autoridade
estimula a colaboração, os autoritários agem de modo contrário", observa.
"Cabe ao gestor perceber qual o momento certo de ser mais incisivo, sem
extrapolar seus limites, e qual a hora de demonstrar-se mais flexível."
Para a presidente da Landmark Education Busines Development, Olga Loffredi,
que tem entre seus clientes ABN Amro Bank e Coca Cola, é melhor o
profissional ser reconhecido pelas suas realizações e, assim,
conseguir liderar a equipe, do que optar por ter um postura ditatorial. "A
autoridade está intimamente ligada à liderança. Geralmente, o profissional
autoritário está agindo assim por defesa, já que se sente ameaçado por algum
motivo".
A antiga concepção de autoridade, baseada na qual alguns profissionais
mandavam e outros obedeciam, já está ultrapassada, segundo a consultora
executiva de RH do grupo Dow Right, Agda Lima. O profissional de hoje
reavaliou a posição e adotou uma nova postura na maneira de encarar a
situação dentro das empresas. Conceitos como "comandar", decidir, coordenar,
supervisionar, liderar são as novas palavras de ordem.
" Os profissionais autoritários têm medo de arranhar a máscara do poder.
Gerar harmonia e equilíbrio, identificar as necessidades e determinar o
futuro próximo são características do perfil atual do chefe. Só
possível de ser visto em profissionais que exercem autoridade sem
confundi-la com autoritarismo".

Texto extraído do jornal "o Imparcial" São Luís - MA



=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-
Lista [EMAIL PROTECTED]
- Para assinar esta lista, envie e-mail para
[EMAIL PROTECTED]
- Para se desinscrever, envie e-mail para
[EMAIL PROTECTED] - mas pense bem antes! :)
- Para mais informacoes sobre esta lista, va\' no endereco
http://www.grupos.com.br/grupos/piadas.news
- Qualquer duvida sobre a lista, escreva para
[EMAIL PROTECTED]
=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-


vote no iBest Grupos.com.br
página do grupo diretório de grupos diretório de pessoas cancelar assinatura

Responder a