Title: Saiu no New York Times...

Para refletir...

Qualquer semelhança com empresas onde você trabalha(ou) terá sido mera
coincidência....

 Os gerentes de uma editora estão tentando descobrir por que ninguém
 notou que um dos seus empregados estava morto, sentado à sua mesa há
 CINCO  DIAS antes que alguém perguntasse se ele estava bem.

Geroge Turklebaum, 51, que trabalhava como verificador de texto
em uma firma de Nova Iorque há 30 anos, sofreu um ataque cardíaco no
andar onde trabalhava (andar aberto, sem divisórias) com outros
23 funcionários.
 Ele morreu suavemente na segunda-feira, mas ninguém notou até o
 sábado  seguinte pela manhã quando um funcionário da limpeza o
questionou por  que ainda estava trabalhando no final de semana.
 Seu chefe, Elliot Wachiaski disse: "O George era sempre o primeiro
 cara  a chegar todo dia e o ultimo a sair no final do expediente,
 ninguém achou estranho que ele estivesse na mesma posicao o tempo todo e
não  dissesse nada.
  "Ele estava sempre envolvido no seu trabalho e o fazia muito sozinho."

 A autopsia revelou que ele estava morto há cinco dias depois de um
 ataque cardíaco.
 Ironicamente, George estava verificando os manuscritos de um livro
 médico quando morreu.
 Sugestão: De vez em quando balance a cabeça para os seus colegas de
 trabalho.
     (Tenha a certeza de que eles estão vivos!)
 New York Times   21 de Fevereiro de 2001

 Moral da história:
 Não trabalhe demais. Ninguém nota ou se importa mesmo.

=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-
Lista [EMAIL PROTECTED]
- Para assinar esta lista, envie e-mail para
[EMAIL PROTECTED]
- Para se desinscrever, envie e-mail para
[EMAIL PROTECTED] - mas pense bem antes! :)
- Para mais informacoes sobre esta lista, va\' no endereco
http://www.grupos.com.br/grupos/piadas.news
- Qualquer duvida sobre a lista, escreva para
[EMAIL PROTECTED]
=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-

Grupos.com.br
página do grupo diretório de grupos diretório de pessoas cancelar assinatura

Responder a