Os três samurais discutiam qual deles era mais hábil com a espada. Ou
melhor: dois discutiam, porque o terceiro, baixinho e mirrado, não dizia
nada. Foi então que um deles, ao ver uma borboleta voando por perto, deu um
salto, já de espada na mão, e com um grito e um só golpe cortou a borboleta
ao meio. Embainhou a espada e ia se sentando, todo orgulhoso, quando o
segundo, antes que os outros tivessem tempo de olhar, cortou duas moscas em
pleno ar. Aí ficaram olhando para o baixinho, que não dizia nada.
Então apareceu um pernilongo voando. O baixinho deu um salto e zapt! com a
espada.
O pernilongo continuou voando. Os outros dois samurais começaram a olhar
para ele. E ele nada.
Aí um deles não agüentou e disse:
- O pernilongo continua voando...
- Hai, voando continua - Respondeu o samurai. - Mas nunca mais tem filho.


_____________________
Renato Lima
[EMAIL PROTECTED]

winmail.dat

Responder a