>>DESEJOS ÍNTIMOS
>>
>>Satânico é meu pensamento a teu respeito
>>e ardente é o meu desejo de apertar-te em minha mão,
>>numa sede de vingança incontestável pelo que me fizeste ontem.
>>A noite quente e calma chegara a ser angustiosa.
>>Apareceste e, nesta cama, aconteceu.
>>Sorrateiramente te aproximaste, sem o mínimo de pudor.
>>
>>Encostaste o teu corpo sem roupa no meu corpo nu.
>>Percebendo minha aparente indiferença,
>>aconchegaste-te a mim e mordeste-me sem escrúpulos
>>até os mais íntimos lugares jamais tocados de meu casto corpo.
>>E adormecí.
>>
>>Hoje, quando acordei, procurei-te numa ânsia ardente, mas em vão.
>>Deixaste provas irrefutáveis do que ocorrera na noite passada.
>>Grandes manchas no meu corpo e o alvo lençol salpicado de sangue.
>>Esta noite recolho-me mais cedo para na mesma cama te esperar.
>>
>>Oh! Quando chegares, nem quero pensar ...
>>...com que perspicácia, avidez e força quero te envolver
>>para que não escapes mais de mim.
>>
>>Em minhas mãos quero apertar-te até o fim.
>>Não haverá parte do teu corpo que os meus dedos não conhecerão.
>>Só descansarei quando não mais existir vida em seu aparente corpo
frágil.
>>
>>
>>E, só assim, livrar-me-ei de ti,
>>ó muriçoca filha da puta.
>





---------------------------------------------------------------------
Você tem email?? Que tal mudar gratuitamente para [EMAIL PROTECTED]?
Visite http://www.email.com.br e faça seu pedido. Esse email é seu!
---------------------------------------------------------------------

Responder a