Acesso rápido, um dia você vai ter um
ADSL, ISDN, DVI? Se estas siglas o confundem, saiba que você não é o único.

Daniela Frazão

Este ano começam a chegar mais intensamente aos usuários diversas alternativas para o acesso à Internet, mais rápidas do que o bom e velho modem com a linha telefônica normal. Como estas opções ainda não foram bem compreendidas por todos e não estão disponíveis amplamente, vamos ajudar a confundir... :-)

ADSL

O ADSL (Asymmetric Digital Subscriber Line) é um sistema digital que utiliza cabos telefônicos de cobre, aumentando a velocidade da conexão e transmissão de dados pela Internet. Ele permite o acesso 24 horas à rede sem ocupar a linha telefônica. Nos Estados Unidos as vendas de ADSL já chegaram à 1 milhão de unidades por ano e a previsão é de alcançarem 9,8 milhões em 2003.

O ADSL já está em operação na Telemar Bahia www.telemar-ba.com.br desde o começo do ano passado. Em Brasília, a Web Br@sil, www.webbrazil.com.br oferece o serviço desde setembro de 98. Para São Paulo, a opção é o Speedy, www.speedy.com.br.

ISDN

A tecnologia ISDN (Integrated Service Digital Network, ou RDSI, Rede Digital de Serviços Integrados) está em expansão. Atualmente, existem cerca de 13,9 milhões de acessos em todo o mundo. São mais de 9 milhões na Europa, 2,6 milhões no Japão e 1,7 milhão nos Estados Unidos.

O Digital Voice Image (DVI), é o acesso ISDN que a Telemar-RJ está oferecendo a seus assinantes em alguns bairros do Rio de Janeiro. Com o DVI, os usuários poderão navegar na Internet com uma velocidade de 64 Kbps e receber ligações simultaneamente. Isso torna a tecnologia uma boa opção para pequenas empresas e pessoas físicas que usam muito a rede em casa.

A previsão de instalação para este ano é de 200 mil DVIs nos estados de Minas Gerais, Bahia, Pernambuco e Ceará, além de 70 mil novos usuários no Rio de Janeiro.

Cable modem

O cable modem permite a conexão à Internet através do mesmo cabo utilizado pelas TVs por assinatura. A velocidade de transmissão de dados é de até 36Mbps, cerca de 100 vezes mais do que nos modems de linhas telefônicas atuais.

Nos Estados Unidos, é uma alternativa utilizada comercialmente e custa US$ 59,95 mensais aos cerca de 300 mil usuários já conectados.

O cable modem é oferecido pelo Virtua através da Net e pelo Ajato, através da TVA. Em Campinas, o InfoAccess foi desenvolvido pelo CPqD www.cpqd.com.br. Nas cidades de Araguari e Uberlândia, a Image TV oferece Internet via cabo através da operadora de telefonia local. Em Vitória, no Espírito Santo, a Interlink também conta com o serviço de cable modem, mas apenas em algumas áreas da cidade. Na TV Filme existe o Link Express, um serviço de acesso à Internet que já está disponível em Brasília.

Diferenças

Tanto no ADSL quanto no ISDN e cable, o usuário estará conectado à rede assim que ligar o computador, sem precisar discar para o provedor de acesso à Internet. Porém enquanto o cable modem transfere dados através do mesmo cabo conectado na TV por assinatura, o sistema ADSL utiliza fios de cobre já existentes na linha telefônica.

O ADSL tem algumas vantagens em relação ao cable modem, pois é uma linha ponto a ponto, ao contrário do cabo, que é compartilhado em um determinado bairro ou área, o que pode resultar em acesso mais lento durante o horário de pico.

Mas existem também as desvantagens: o ADSL é mais lento que o cable modem quando não há um tráfego pesado; é limitado por sua proximidade com uma central telefônica e quanto mais distante é a central, pior será o desempenho. No entanto, a velocidade do ADSL é maior que a da ISDN, embora esta última seja uma tecnologia mais consolidada no mercado.

Responder a