Sangue sobre Patópolis - Parte XVI
----------------------------------

HERANÇA MALDITA

- FELIZMENTE VOCÊ CHEGOU A TEMPO, DONALD.  Venha assinar os papéis.

O juiz Décio Coruja parecia aliviado.  Com a presença de Donald, a Justiça de
Patópolis estava desincumbida da iminente briga familiar. Os parentes mal
acreditavam.  Donald avançava pelo corredor sob trezentos olhos fuzilantes.

Chegando diante do Juiz, Donald assinou os papéis e tirou outros do bolso,
anunciando a toda a família:

- Como vocês bem sabem, não preciso correr atrás do dinheiro do meu saudoso
tio.  Eu já tenho uma enorme renda pessoal no merchandising da minha imagem.
Por isso, no pleno gozo das minhas faculdades mentais, transfiro a totalidade
da herança de Patinhas à minha querida noiva Margarida.

A situação era duplamente revoltante.  Além de a fortuna ter sido herdada por
um parente considerado indigno, ainda foi transferida para uma agregada
fornicadora cujo escândalo teria provocado a morte da Vovó Donalda.  Os
parentes puxaram uma longa vaia - mas àquela altura os papéis já estavam
assinados.

- Quanto a mim, já tirei um visto de residência na Embaixada de Gansópolis e
lá pretendo viver pelos próximos dez anos.

- Também vamos, tio? - perguntaram Huguinho, Zezinho e Luisinho.

- Claro.  Façam suas malas e encontrem-me no aeroporto em três horas.
Donald se despediu do juiz, saiu pela porta lateral do Tribunal e entrou no
veículo voador do Professor Pardal, que já o esperava:

- Então, como foi o plano? - perguntou Pardal.

- Nunca pensei que fosse tão fácil enganar a Família Pato! - Donald tirou o
disfarce: na verdade, era o Pãoduro Mac Mônei - Eles caíram literalmente como
patinhos! Ri, ri, ri!

- Parabéns, Pãoduro.

- E como está a fabricação dos clones do Donald?

- De vento em popa.  Se aqueles malas sem alça da Família Pato ainda quiserem
tirar satisfações com o Donald, terão que enfrentar não um, mas vinte
Donalds!

Pardal concluiu satisfeito:

- O Donald merece. Ele nunca me pagou pelo equipamento de Superpato... Afinal,
se o senhor já sabe que Donald é o Superpato, por que não denuncia isso nos
jornais?

- Pouco importa; sem o Patinhas, Donald revelaria isso espontaneamente cedo
ou tarde.  E depois, a proliferação dos clones chamará a atenção do Donald
verdadeiro; já tenho centenas de Metralhas atiradores de elite prontos para
liquidá-lo assim que reaparecer em Patópolis.

*****

Enquanto isso, eu e Esther nos escondíamos no poço do elevador da Caixa-Forte.
Não se enxergava um palmo.  Lá fora os Metralhas se atropelavam em busca da
porta de saída, pressentindo o pior.

Ainda havia esperanças em nossa missão: o receptor indicava que Donald ainda
estava por perto.  Esther tirou sua pesada máscara de cão caucasiano:

- Ufa, que calor!

Enfim eu enxergava alguma coisa - absolutamente surpreendente!

- Esther, está saindo uma luz da sua boca!

- Hein?

- Eu estou vendo!  Quando você abre a boca, parece que há uma lâmpada lá
dentro!

Esther virou de lado, abriu a boca e viu o reflexo luminoso na parede.

- Credo!  A Moedinha Número 1 deve estar criando uma reação mágica inesperada
quando alojada num organismo humano!

Naquele momento concluiu-se o efeito da bomba de urina no caldeirão de Maga.
Uma explosão estremeceu as estruturas da Caixa-Forte, o vapor subiu e formou
um rosto com voz trovejante:

- Seus malditos!  Quem ousou me despertar do meu sono eterno?

Os Metralhas caíram de costas:

- Begônia Beagle???????

(continua)

-- 


              [],
                 1.000ton
 ________________         _      
 \__(=======/_=_/ ____.--'-`--.___   Visite Minha Home Page:
            \ \   `,--,-.___.----'   http://users.sti.com.br/yamato
          .--`\\--'../               http://users.sti.com.br/stoledo
         '---._____./]               http://sites.uol.com.br/filpo
                                     http://users.sti.com.br/gtraxx
 Nós saudamos as estrelas            http://www.fconline.net

CHIP, é impossível comer um só... é horrível!


---------------------------------------------------------------------
Você tem email?? Que tal mudar gratuitamente para [EMAIL PROTECTED]?
Visite http://www.email.com.br e faça seu pedido. Esse email é seu!
---------------------------------------------------------------------

Responder a