Sangue Sobre Patópolis - Parte XXIII
------------------------------------

MATO SEM CACHORRO

- Controlem o avião! Vamos nos espatifar na montanha!

Os sobrinhos de Donald estavam desesperados. Nenhum capítulo do Manual
do Escoteiro-Mirim explicava como funcionava o avião. O rádio não dava
resposta.  Zezinho,  alucinado,  começou  a apertar todos os botões do
painel em busca de algum efeito positivo. Nada.

- Luisinho, está encontrando algum pára-quedas?

- Que pára-quedas o quê?

Já  era  tarde demais. A asa esquerda se chocou com o rochedo; o avião
rodopiou no ar e despencou no coração da Floresta Negra.

*****

Margarida  não parecia se dar conta que o Expresso Bicanca era a linha
mais  sórdida  e decadente do sistema ferroviário. Desde que os aviões
dominaram  o  transporte  entre  Patópolis  e Gansópolis, a viagem nos
velhos  trens  ficou  restrita  aos  muito  pobres,  a  um  punhado de
nostálgicos  amantes  dos  trilhos,  e  a  todo  tipo  de  punguistas,
prostitutas, falsários, vigaristas e picaretas em geral.

- A senhorita tem fogo?

- Perdão, eu parei de fumar... O senhor... Hã... O dia não está quente
demais para usar esse casaco?

Os  funcionários  das  Ferrovias  Patinhas,  sob  os reluzentes botões
dourados  de  seus  uniformes,  ainda  tentavam  manter  o aplomb e as
maneiras  polidas de um passado próximo. Mas nada conseguia esconder a
decadência  dos terminais, o estado precário dos carros, os constantes
atrasos, o baixo estrato social dos passageiros.

-  Eu  não  me  preocupo  com  o  calor, muito antes pelo contrário...
senhorita...

Margarida  ignorou  tudo  isso.  Afinal, ela tinha pavor de viagens de
ônibus.  Seu dinheiro não era suficiente para uma passagem aérea. Seus
cartões  de crédito dificilmente seriam aceitos pela Patinhas Airlines
sem  complicações  posteriores. Pela primeira vez na vida, a pata mais
frívola  e  superficial de Patópolis teve que tomar uma atitude séria:
ir a Gansópolis de qualquer jeito encontrar-se com seu querido Donald.

- Altéia. Altéia Marreco. - mentiu Margarida.

- Olímpio Chipper. Encantado em conhecê-la. O que a leva a Gansópolis?

*****

O  tempo  estava  ficando  quente para nós. Os Metralhas brandiam suas
tochas,  prontos  a  acender  a  fogueira  a  uma ordem do fantasma de
Begônia Beagle.

Esther  e eu, amarrados no poste, esperando o Juízo Final. Eu matutava
um  meio  de sairmos dali. Quando os Metralhas começaram a se exaltar,
comentei com Esther:

- Temos que fugir. Não dá para dissolver a corda?

- O quê?

- É como no truque do jornal que você me ensinou. Como é que funciona?
Não estou conseguindo nada.

- Meus pulsos estão amarrados. Não consigo agarrar a corda!

- Sei lá; tente se concentrar, movimentar os braços ou...

Naquele  momento,  Begônia  baixou sua varinha de condão e comandou os
Metralhas:

- Acendam a fogueira!

Tarde  demais.  Fatalmente  viraríamos  churrasco.  O fogo crescia sob
nossos pés. Esther, num átimo, olhou para Begônia e gritou:

- Nããããããããããão!!!!!!!!!!

Um  poderoso  raio luminoso se desprendeu de sua boca, abrindo caminho
entre  os  Metralhas  e atingindo Begônia como um cruzado no peito. Os
Metralhas deram um passo para trás e fizeram silêncio. Naquele momento
desapareceram  as  cordas  que nos prendiam. Esther marchou, decidida,
para fora da fogueira:

- Agora é entre nós duas, Begônia.

{Continua...)

-- 


              [],
                 1.000ton
 ________________         _      
 \__(=======/_=_/ ____.--'-`--.___   Visite Minha Home Page:
            \ \   `,--,-.___.----'   http://users.sti.com.br/yamato
          .--`\\--'../               http://users.sti.com.br/stoledo
         '---._____./]               http://sites.uol.com.br/filpo
                                     http://users.sti.com.br/gtraxx
 Nós saudamos as estrelas            http://www.fconline.net

Eu quase nada sei, mas desconfio de muita coisa...


---------------------------------------------------------------------
Você tem email?? Que tal mudar gratuitamente para [EMAIL PROTECTED]?
Visite http://www.email.com.br e faça seu pedido. Esse email é seu!
---------------------------------------------------------------------

Responder a