Plantão | Publicada em 05/02/2010 às 17h45m

Mônica Tavares

BRASÍLIA - Os provedores de Internet estiveram reunidos nesta sexta-feira à 
tarde com a secretária-executiva da Casa Civil, Erenice Guerra, e o 
coordenador do Comitê Gestor do Plano, Cezar Alvarez, para conhecer o Plano 
Nacional de Banda Larga que está sendo elaborado pelo governo. Ao sair da 
reunião, o presidente do Conselho Nacional dos Provedores de Serviços de 
Internet (Conapsi), Ricardo Sanchez, que reúne nove associações do setor, 
contou que foram apresentadas as linhas gerais da proposta, entre elas a de 
utilizar os recursos do Fundo de Universalização das Telecomunicações (Fust) 
para a implantação do serviço.

- O pequeno provedor do interior é que leva a internet para o país - disse 
Sanchez.

Já o presidente da Telcomp, Luiz Cuza, disse que houve um foco em acelerar a 
penetração da banda larga em pequenas cidades do país. Além disso, foi 
comentado que o papel da Telebrás será de gestão da rede de infraestrutura, 
"o país não é rico para que possa duplicar a rede".

- A Telebrás vai ficar mais a nível político, organizando os recursos 
existentes - afirmou.

Luiz Cuza disse ainda que o Plano Nacional de Banda Larga ainda não está 
desenvolvido, "é um esqueleto".



Mário 

Responder a