Estive meditando sobre o Natal.
   Interessante...
   Não consegui me fixar na imagem
   de uma doce criança adormecida,
   repousando sobre um leito de palha.
   
   Meditar sobre o Natal levou-me a Jesus
   trazendo-nos a Boa Nova.
   "Eu lhes dou um novo mandamento:
   Amem uns aos outros, assim como eu os amei."
   (Jo,13,34)
   
   Passaram-se dois milênios...
   A ciência e a tecnologia
   descortinaram horizontes ilimitados.
   A humanidade deveria estar em paz!
   Mas não está.
   
   Confusas, as pessoas não encontram uma forma 
   de como ser gente no mundo das máquinas.
   Apesar do conforto e das comodidades,
   vivemos uma grande solidão.
   Esquecemos o Mandamento do Amor!
   E, assim, vivemos a solidão do desamor.
   
   O Amor é gratuito. Não se compra e nem se troca.
   O Amor requer profundidade. Não sobrevive na superfície.
   O Amor repousa na alma
   de onde transborda para o corpo e para o universo.
   O Amor tece laços com linhas de infinito.
   O Amor é nosso traço de união com Deus,
   através dos nossos companheiros de caminhada.
   
   Natal.
   O Amor pede permissão para nos entregar
   a Paz e a Felicidade que nos foram destinadas.
   
   Um Feliz Natal de Amor para todos nós!
                                                                                
           Leda Yara
Beijos.
Eliana

    
   Leda Yara
           
        

Abraços.
Eliana

       
---------------------------------
Abra sua conta no Yahoo! Mail, o único sem limite de espaço para armazenamento! 

Responder a