A Veja já foi uma boa revista. Há muito tempo atrás.....

Na verdade, o que a Veja pode estar fazendo é dando um tiro no próprio pé.
Com o acervo aberto será possível perceber o quanto ela está distante de sua
origem... dos tempos de Mino Carta.... Do combate à ditadura... Do abrigo
aos perseguidos pela ditadura....

Se bem que no País da memória curta, isso pode até virar a seu favor, pois
se forem analisar seletivamente, vão lembrar desses episódios marcantes de
sua história e vão enterrar os outros episódios: criação do "Caçador de
Marajás"; capa fantástica dizendo que não iria haver racionamento uma semana
antes do próprio, quando apoiava cegamente FHC; outra capa sensacional
dizendo que o tal secretário do tesouro (acho que era isso) americano salvou
"você" e "você" nem o conhecia; silêncio em relação à saída de Chelotti da
direção da PF.

Sem falar da atual campanha para anular a Operação Satiagraha, livrar Daniel
Dantas da cadeia e detonar Protógenes, De Sanctis e Rodrigo de Grandis e das
campanhas constantes contra os inimigos de sempre: software livre, servidor
público, qualquer movimento social, qualquer auxílio social que diminua um
pouco a desigualdade etc etc etc.

Mas abrir o "código" é sempre uma boa.... Acho que vou aproveitar a abertura
e fazer um apanhado geral  para mostrar no que se transformou a revista....
ahahahaha

[]'s
Celso



2009/3/17 Valessio Brito <cont...@valessiobrito.info>

> repassando...
>
> ______________________________________________
> Acervo da Revista Veja, desde a edição nº 1.
>
> Veja abre todo acervo de 40 anos na internet gratuitamente. Todo o
> acervo dos 40 anos de vida na internet.
> Internautas poderão acessar todas as reportagens, entrevistas e até
> mesmo anúncios já publicados em 40 de existência da revista Veja.
> Todas as edições, desde a primeira, em 11 de setembro de 1968, poderão
> ser lidas e consultadas em www.veja.com.br/acervodigital
>
> "A idéia é democratizar o acesso à história recente do país e do
> mundo", diz Yen Wen Shen, diretor da Veja. "Essa iniciativa coloca
> VEJA ao lado dos maiores acervos digitais do mundo e em condição única
> no Brasil."
>
> O acervo digital VEJA segue a estrutura da própria revista, ou seja, o
> usuário navega na web como se estivesse folheando a publicação.
>
> O conteúdo apresenta as edições em ordem cronológica e conta com um
> avançado sistema de busca desenvolvido pela Digital Pages
> especialmente para VEJA. Este sistema permite cruzar informações e
> realizar filtros por período e editorias.
> Assim, basta o internauta digitar uma palavra-chave que
> automaticamente a ferramenta pesquisa em todos os textos de VEJA. Além
> disso, o usuário também terá acesso a um conjunto de pesquisas
> previamente elaborado pela redação do site da revista, com temas da
> atualidade e fatos históricos sobre o Brasil e o mundo. Será possível,
> ainda, navegar pelas capas, entrevistas,  reportagens e anúncios
> publicitários, sempre visualizando a reprodução do material original.
>
> Revista digital
> Resultado de 12 meses de intenso trabalho, o projeto foi desenvolvido
> por VEJA em parceria com a Digital Pages, empresa responsável por
> estruturar a digitalização de cada uma das mais de 2 mil edições e
> convertê-las em revistas digitais.
> Dado o porte do projeto, uma equipe de 30 pessoas foi montada para
> cuidar desde o desgrampeamento das edições impressas até a publicação
> dos quase nove milhões de arquivos que compõem o acervo.
>
>
> PS:
> ""Ler faz bem..."""  não sei se VEJA...
> _______________________________________________
> PSL-BA mailing list
> PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
> https://listas.dcc.ufba.br/cgi-bin/mailman/listinfo/psl-ba
>
_______________________________________________
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.dcc.ufba.br
https://listas.dcc.ufba.br/cgi-bin/mailman/listinfo/psl-ba

Responder a