Aí é que está, não acho o Windows Starter Edition uma boa opção, mas tb
não acho que deveria ser proíbido vender o computador com ele. Não quero
que as pessoas usem Linux ou software Livre pq é o que tem e sim pq elas
conscientemente escolheram usar. Senão não funciona. 

E tem mais, como já foi dito aqui, não sei qual o cuidado que esses
fabricantes de PCs Conectados estão tendo com a escolha e o suporte à
distribuição que estão incluindo em seus produtos, mas já vi umas duas
que eram um droga. 

Assim o tiro sai pela culatra. Não adianta deixar o desktop com cara de
windows, tem que ter tour mostrando recursos do computador e do SO, tem
que ter vídeo-aula, tem que ter documentação e tem que ter suporte. Sem
essas coisas os usuários leigos se batem até desistir e colocar uma
versão pirata de windows na máquina. 

Mas isso todo mundo já sabe. O problema é que as empresas não estão
fazendo por acreditarem no software livre, estão apenas aproveitando
incetivos fiscais.

[]'s

Helton Dória

Em Sex, 2006-06-09 às 23:03 -0300, Moises Augusto Martins de souza
escreveu:
> Em Sexta 09 Junho 2006 17:39, hdoria escreveu:
> > Sem querer cortar seu barato nem nada, 
> Não corta ;-)
> 
> > mas já foi lançado o primeiro PC > Conectado com dual boot, usando
> Linux e 
> >Windows Starter Edition. E o valor ficou em R$ 1399,00 (O mesmo dos
> demais 
> >PC Conectados que levam apenas > Linux). 
> Bom, eu já sei disso, mas na entrevista eles recomendam o Home Edition
> e ainda 
> não conseguiram incluir o Office ;-)... Além do q... vc deve imaginar
> que 
> existe um "esforço" extra por parte da MS em Subsidiar o StartEdition
> cheio 
> de limitações.
> 
> > O governo tem sido meio contraditório se os PCs Conectados tem de 
> > vir apenas com o Linux ou se podem vir tb com Windows, mas o fato é
> que o
> > texto da lei não proíbe o dual boot e os caras conseguiram manter o
> preço 
> > dentro da faixa permitida pelo programa. A empresa que fez o
> lançamento foi
> > a Epcom, mas já tem outras empresas interessadas em fazer o mesmo
> > consultando o governo a respeito.
> É verdade, poderíamos protestar né ? uma carta conjunta ajudaria ;-) 
> 
> > Enquanto o MCT disse que pode, existem setores do governo que dizem
> que não
> > pode e que se for preciso mudarão o texto da lei pra proibir.
> Ufa...
> 
> > Se vc quiser ler mais a respeito, dê uma olhada nessa reportagem do 
> > COMPUTERWORLD:
> ok, já li
> 


_______________________________________________
PSL-BA mailing list
PSL-BA@listas.im.ufba.br
https://listas.im.ufba.br/cgi-bin/mailman/listinfo/psl-ba

Responder a