Projeto que separa as compras de hardware e software ganha prioridade

http://www.convergenciadigital.com.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=3388&sid=10

:: Luiz Queiroz     :: 07/06/2006

O projeto que separa as compras governamentais de hardware e de software (PL-1739), de autoria do deputado Sérgio Miranda (PDT-MG) pode voltar a tramitar na Câmara dos Deputados, segundo avalição do deputado Júlio Semeghini (PSDB-SP). Ao falar ontem (06) com representantes das entidades do setor de software, durante uma reunião da Frente Parlamentar de Tecnologia, Semeghini disse que o projeto deixou de tramitar por um pedido do governo, que desejava avaliar o assunto no âmbito de um pacote medidas sobre compras governamentais, que vem aprontando há mais de um ano. No texto foi aceito um pedido feito pela ABES, das empresas poderem reduzir custos com a entrega de hardware e software conjuntamente, depois de realizada a compra em separado., "Esse é um projeto a que a gente pode dar prioridade e que o governo inicialmente apoiou, mas agora há um grupo discutindo a questão das compras governamentais como um todo e solicitaram o adiamento da votação. A Frente Parlamentar vai procurar o governo para ver se obtém a urgência na votação", destacou Semeghini. Entretanto, o Convergência Digital apurou que em nenhum momento o governo se preocupou com essa discussão, pelo menos ao ponto de interferir na tramitação da matéria. Há entretanto, uma articulação de bastidores da ABES no sentido de impedir que o projeto passe na Câmara. A matéria fere aos interesses da Microsoft, que sempre conseguiu embutir o seu sistema operacional nas máquinas adquiridas pelos órgãos do governo. A entidade comprou a briga em favor desta empresa. A ABES tentou por todos os meios impedir a apreciação do projeto nas Comissões de Ciência e Tecnologia e do Trabalho, mas não conseguiu. Agora na Comissão Finanças e Tributação, pelo menos paralisou a apreciação da matéria, graças ao apoio do deputado Pauderney Avelino (PFL-AM), que conseguiu demover o relator Félix Mendonça (PFL-BA) de apresentar o seu relatório, também favorável à separação das compras de hardware e software. Durante a reunião da Frente Parlamentar de Tecnologia com representantes dos sindicatos ligados à Fenainfo, que contou com as presenças da Assespro Nacional e da ABES, apenas esta última entidade se calou, quando as demais apoiaram formalmente que o projeto ganhe prioridade de votação durante o esforço concentrado da Câmara.
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a