* Alexandre Oliva ([EMAIL PROTECTED]) wrote:

>
> Não acho que tenhamos um argumento tão forte assim.  Preferência me
> parece mais adequado que exigência.  Não consigo afirmar que, em
> quaisquer condições, o poder público esteja obrigado pela constituição
> a escolher o Software Livre, ainda que eu não consiga imaginar alguma
> situação real que não seja assim.

Já me expressei sobre isso, mas vou repetir: proibir ou recomendar não é
o caminho. O caminho é garantir que os serviços pretador por e-gov JAMIS
cercearão o direito de escolha de qualquer cidadão.

Portanto, uma lei que beneficie quem não se vende para a cobra deve
apenas garantir que o acesso será pleno, independente do mecanismo. Não
precisa mencionar os termos software, muito menos livre, uma vez que os
radicais disseram que isso seria alvo de tiros preferencial em tribunais
por caisa da ADIN no RS.

Portanto, basta que uma lei diga que se é permitido declarar IR por
computador, que o programa que viabiliza a declaração, desde sua
percepção até sua entrega final, seja compativel com todo "ecossistema",
para citar os que gostam de se esconder na mistura.

[]'s
--
Existem muitas semelhanças entre a colonização eletrônica e o 
sistema colonial antigo. [...] O sistema colonial recruta elites 
locais para conseguir subjugar o resto da população. Ao fornecer 
cópias grátis de seus softwares, que não são livres, para escolas, 
a Microsoft está usando a escola para criar uma futura dependência 
tecnológica na sociedade.
                        Richard Stallman
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista:
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a