Desculpe. Eu estava sendo maldoso. Eu tendo a não confiar nas intenções declaradas das pessoas e acabo buscando os mecanismos de incentivo que, mesmo inconscientemente, estão por trás delas.

Eu não conheço muitas mulheres envolvidas com desenvolvimento de software livre, mas eu gostaria de ouvir mais sobre essas barreiras - talvez por eu ser homem, essas barreiras, embora existam, sejam imperceptíveis pra mim.


Mas é fácil observar outras anomalias estatísticas em populações selecionadas.

É mais fácil ver gente bonita numa Casa Cor do que num FISL. Ao mesmo tempo, é mais fácil encontrar pessoas que saibam desenhar de cabeça uma molécula de cafeína num FISL do que numa Casa Cor. É muito mais fácil encontrar piercings numa agência de publicidade do que em um banco. Há mais cabelo em um encontro de metaleiros do que em um de skinheads.

Aparentemente, existem muitas outras "cercas invisíveis" à nossa volta.

Fabianne Balvedi wrote:
    É um esforço para aumentar o número de mulheres em eventos sobre
    desenvolvimento de software, eu presumo.

Não presuma, leia tudo para entender direito. É um programa para incentivar mulheres a desenvolverem software mesmo, não apenas participarem dos eventos.
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a