On 6/25/06, Pedro de Medeiros <[EMAIL PROTECTED]> wrote:
On 6/25/06, Fabianne Balvedi <[EMAIL PROTECTED]> wrote:

> Minhas citações se referem a "elementos", Ying e Yang, que tanto homens
> quanto mulheres tem dentro de si, mas que estão em desequilíbrio faz séculos
> em tod*s os aspectos de gênero. Eu tanto desejo poder competir sem ter que
> me masculinizar ao máximo, quanto desejo que um homem possa escolher não
> competir sem ser chamado de boiola.


Desculpe, mas eu não acredito nessa história de equilíbrio ying e
yang. Acho que podemos conversar sobre esse assunto do estereótipo dos
papéis sexuais sem descambar para esse lado místico. ;)


Hehehe, mais uma vez você está a ilustrar o desequilíbrio (Capra também se refere a religião como um valor feminino e a ciência como um valor masculino). Eu não vejo como conversar sobre gênero sem falar em Ying e Yang, pois minha ficha só caiu depois que me permiti reconhecer estes elementos em mim mesma e no meio em que vivo.

Você já assistiu "what the bleep do we know"? Acho que talvez este filme te deixasse menos cético a respeito do que não conseguimos definir através da ciência.


> > Por exemplo, suponhamos que a tal empresa desse prêmios em dinheiros para
> empregados domésticos homens - mas só para homens. Isso não geraria revolta?
>
> Talvez, mas eu não faria parte da turma que iria chiar. E você está se
> confundindo no público alvo. Minha observação anterior continua válida, pois
> quem faz o trabalho de cuidar da casa sem remuneração é tão voluntário
> quanto quem codifica software livre sem remuneração, não é mesmo? ;-)


Mas isso não vale para nós, que somos pouco representantivos da
população. Se estamos falando de cultura, educação e sociedade, essas
coisas envolvem a população e seu comportamento. Não podemos nos
eximir dizendo "eu não faria isso". Certamente, que como indivíduos
inteligentes e pensadores independentes, "não faríamos", mas deixemos
de lado a barreira natural que erguemos para nos defender quando somos
acusados de alguma coisa e tentemos pensar mais como homens ou
mulheres no dia-a-dia, obedecendo as convenções sociais sem pensar
muito nelas, e como se comportariam no geral para esses casos.


Deixar de fazer algo só porque muitos vão chiar não me parece um bom argumento.


 "Seja a mudança que você quer ver no mundo". (Mahatma Gandhi)



--
Fabianne Balvedi
Linux User #286985
http://fabs.estudiolivre.org
DRM == Digital Restrictions Management
Junte-se a nós -> http://defectivebydesign.org/
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: 
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a