On 8/10/06, Antonio Fonseca <[EMAIL PROTECTED]> wrote:
E por que não cobrar pelo banco de dados? Eles compilam e mantém as
informações do banco. Precisam ser remunerados por isso, é uma atividade
comercial.


Este argumento seria válido se os Correios não fossem um monopólio
estatal. Além disso, o Correio já é amplamente remunerado pelo uso que
faz da base dos CEPs transportanto cartas e encomendas.

Além do mais pode-se consultar estas informações de forma gratúita através
da Web.

A consulta via é restrita a uso individual e limitada. Ela permite
digitar uma rua e obter o CEP, mas não o contrário (dado um CEP,
descobrir onde fica).

Parece-me equivocado usar como argumento o software livre para justificar
seu desejo de acabar com uma atividade comercial.

Não se trata de um mero "desejo de acabar com uma atividade
comercial". Não sou contra a venda de bancos de dados de uma forma
geral ou por princípio. Mas este não é um banco de dados qualquer: é
compilado por uma autarquia que detém um monopólio e é parte de um
governo que promove o SL.

[ ]s
Luciano
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista:
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a