11/09/2006
Os piratas da internet vão às urnas
DIVULGAÇÃO
LIBEROU GERAL - Comício do Partido Pirata em Estocolmo, capital sueca; para eles, compartilhar músicas e vídeos pela internet não é crime

Na Suécia, partido político que defende liberação dos downloads encara sua primeira eleição com proposta radical

Bruno Sayeg Garattoni

O próximo domingo, dia 17, será um dia inédito na história da internet: o Partido Pirata da Suécia, que prega a liberação total dos downloads na rede, vai disputar sua primeira eleição.

Caso ele obtenha o mínimo necessário para participar do Parlamento, promete lutar pela legalização de sites como The Pirate Bay – que todo dia é visitado por milhões de pessoas e dá acesso a uma coleção enorme de músicas, vídeos e programas. Tudo copiado sem respeitar os direitos autorais.

Se a troca de arquivos for descriminalizada na Suécia, o Partido Pirata já criou um instrumento que poderia "beneficiar" internautas de todo o mundo. O Relakks (pronuncia-se "relax") codifica os bits que entram e saem do seu PC, que são roteados pela Suécia. Ou seja: você navegaria como se fosse um sueco – protegido, justamente, pela legalização que o Partido Pirata está almejando – e, dessa forma, poderia trocar arquivos à vontade.

Se a indústria do entretenimento quisesse processá-lo por isso (coisa que, nos EUA, já fez com mais de 20 mil internautas), teria de se entender primeiro com a Justiça da Suécia.

A ideologia do partido, que lançou na internet um filme defendendo suas convicções, é fácil de entender. Para combater a pirataria, a polícia precisaria monitorar todas as comunicações na internet – só assim ela saberia se você está baixando algo legal ou ilegal. Só que isso destrói a privacidade das pessoas e gera um Estado policial.

Será que eles conseguem se eleger?

Nesta edição, fique por dentro do que rola na Suécia, conheça movimentos semelhantes em outros países (França, Itália e EUA, entre outros), confira entrevista com o líder dos piratas , Rickard Falkvinge, e saiba o que os gigantes da indústria fonográfica estão fazendo, um tanto no desespero, para tentar se defender dos piratas.


OUTRAS MATÉRIAS


'Defendemos a privacidade', diz líder

Partido lança serviço que promete anônimato total

Ideologia pirata ganha adeptos em vários países

Infográfico: Outros momentos da pirataria online

Indústria reage dando música de graça

Uma terceira via entre piratas e a indústria

Uma viagem virtual pela história da Independência e da monarquia

Volte ao passado pela tela do computador

Quem foi José Bonifácio?

_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: 
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a