On 9/13/06, Marcelo D'Elia Branco <[EMAIL PROTECTED]> wrote:
Em Qua, 2006-09-13 às 18:24 -0300, Pablo Sánchez escreveu:
>
>
> 2006/9/13, Charles Pilger <[EMAIL PROTECTED]>:
>         On 9/13/06, Pablo Sánchez <[EMAIL PROTECTED]> wrote:
>         > talvez porque existam diagramas e gravras que impossibilitem
>         a utilização de
>         > tal formato?

Outro argumento utilizado, e eu defendo, é que alguns documentos
enviados nao devam ser modificados no caminho da circulaçao. Exemplo:
uma carta ou documento oficial com ampla circulaçao seria temerário em
formatos de texto pois qualquer um no caminho poderia alterar parte do
conteúdo mantendo a assinatura, timbre da entidade,  etc.
Creio que com .pdf (imagem) o documento em circulaçao, que o autor nao
deseja que seja modificado, tem um pouco mais de garantia...nao total,
mas mais difícil de modificar do em formatos .txt, .odt...

Marcelo, estamos falando aqui de obras como Os Lusíadas...

Desculpe pessoal, mas menos viagem, mais foco.

O caso é que são arquivos em domínio público num formato que vai
contra o espírito do domínio público. O PDF não permite co&paste, não
permite rediagramação, pede leitores específicos (não vejam só o
GhostScript, pensem também no pobre coitado que está usando aquela
bomba do Adobe Acrobat Reader no Windows), diferentemente de arquivos
HTML e txt.

[]'s
Charles - [EMAIL PROTECTED]
http://www.charles.pilger.com.br
ICQ 306563363 MSN [EMAIL PROTECTED]
"Antes, eu era meio quieto, calado, o conhecimento era meu,
eu era um software proprietário. Agora, quero espalhar o que
sei e mostrar que, da forma como eu evoluí, muitos outros
podem crescer." - Cleber de Jesus Santos
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista:
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a