Marcelo,

Pereira, q é um grande cara, está propondo uma ação conjunta compacta efetiva e eficaz com endereço certo: RESISTÊNCIA a favor do SL.
Postei, aqui ontem, matéria mostrando o novo ""CERCO"" da MS ao Hélio Costa no que tange à Inclusão Digital via WiMax em curso no Minicom com apoio da Cisco - ainda um experimento. Desta vez, a MS entraria em bloco nas atividades referidas, juntamente, com outras empresas americanas, bem ao gosto do Hélio um reconhecido estadounidense, como vc gosta de expressar e se referir ao americanos do norte, Marcelo .
A MS não pára diante das escolhas deste governo Lula, o qual está por um triz pra ter continuidade com apoio mais expressivo e profundo do PMDB do mesmo Hélio. A MS está fazendo a sua aposta de que ""SE são tantos os caminhos pra se chegar a Roma""", ao paraíso, está tentando uma inserção via infra-estrutura, veja só e através de ministro mais amigável.
Sabemos que existe grande possibilidade de Lula puxar programas de inclussão digital pra dentro de seu gabinete, sobretudo pela experiência com o dual boot, entregando tudo para Cesar Alvarez. Ai a MS """CORRE""" pra abraçar o quindim de Hélio Costa e assim fazer uma boa cunha na decisão de ser em SL toda inclusão, alem do resto.
Enquanto a MS vai atrás, se recicla, inventa modas,procura brechas sozinha ou  em conjunto com outros, não necessariamente pela via expressa do SOFTWARE, nós do SL não damos em termos pragmáticos apoio substantivo e bem direcionado para os nossos empresários verdadeiros e eclusivos trabalhando com SL como  Pereira. E disto que ele está a reclamar no bom sentido e propondo, um jogo de irmão bem fraterno, correto, honesto, de muita interpenetração e compartilhamento. Somos todos SL, enfim.
A briga que fizemos em prol do SL em razão do mesmo Hélio no mesmo Minicom, fez Hélio recuar e até usar SL no seu notebook, ele não aguentou a comunidade no Orkut, etc

Este povo da MS e seus pares do SWproprietário não se dão por vencidos e nós perdemos tempos com firulas ou com alguma faltas de alicerces prévios a dar sustentação aos nossos objetivos, crenças, sonhos e quetais.
O MCT começou a aprender que é muito melhor ir de SL, precisa aprofundar nesta visão e não olhar pro Minicom e resolver, de novo, estar-se mais aliado com os de lá do que....
A minha esperança, em particular sobretudo, se encontra é dentro do que se está fazendo dentro da Presidência da República, em particular na migração para SL, aliás amanhã é dia de apresentação sobre a nova INTRANET com WIKI.Mas, nesta coloco a Câmara e até o Senado via Interlegis, poristo me aplico tanto em fazer , tentar fazer costuras entre todos este atores.É claro que não o faço sozinha. Não páro de trabalhar nesta direção, nesta conjugação de esforços e...estamos avançando.  É claro que a MS está se ressentindo deste trabalho tb e está ficando sem espaços para se impor à Câmara, por ex.Na Câmara temos um apoio daqueles e uma firme vontade de expansão do SL . Com a repaginada que a Câmara está tendo no pós escândalos, temos tudo a ganhar, porque ficará mais difícil ainda a MS fazer pressão com "CERTOS" tipos de procedimentos, precisamos aproveitar esta fase bem aproveitada.
Tudo isto é uma construção dura, difícil, diuturna, na raça.Eu por ex, pasto por me faltar condições mínimas materiais. Isto vai ter de acabar já e da melhor maneira possível e vai acabar mesmo tantas faltas materiais para tudo.Só eu sei onde dói uma saudade.
Somos muitos, somos dispersos, dispersivos, briguentos entre nós,às vezes por pura bobeiras, e o que prega Pereira é uma UNIÃO mais orgânica entre nós e nossos objetivos, numa união que faz a força, sutentando ações em prol de uma excepcional causa em comum.Compreendi bem as suas considerações, Pereira???Consegui dar um recado??
Sinto a sua falta, Pereira que anda sumido.Pereira, pra quem não sabe, me deu um livro de presente que foi um estouro e muito me tem ajudado a me reciclar e a caminhar com maior positividade e vigor ou até mesmo mais produtividade.
Marcelo, PETECA no meu estado natal, Minas Gerais, ainda é uma coqueluche, tendo campeonatos, etc.
O que vamos fazer, em conjunto, algo dentro da proposta do Pereira?? Ou não???
Bjs,
Ada
 

On 9/14/06, Marcelo D'Elia Branco <[EMAIL PROTECTED]> wrote:
Em Qua, 2006-09-13 às 20:22 -0300, Pereira escreveu:
> Caro Marcelo,
>
> Se eu puder ajudar na metáfora ?
>
> Existe um tipo de jogo que é o Tênis.
>
> No Tênis para se ganhar o jogo, devemos devolver a bola dentro do
> campo, do outro lado da rede, porém  fora do alcance do adversário.
>
> No Frescobol, é justamente o contrário, devemos devolver sempre a bola
> ao alcance do parceiro  ( Isto me parece mais próximo da filosofia do
> SL ).

Eu também nao gosto de jogos competitivos...nunca gostei. Mas há poucos
jogos em que o objetivo é a solidariedade e a complementariedade. Por
isso adoro jogar frescobol, já joguei peteca (nem sei se ainda existe) e
pratico Capoeira Angola...sao jogos sem regras mas com ética e
fundamentos...

Gostei da tua metáfora...

> Acompanho os assuntos, e vejo que muita energia é dispendida em
> discussões filosóficas e pouca energia deste grupo de formadores de
> opinião  é aplicada no sentido de promover uma mudança efetivas na
> regra do jogo.

Creio que cada um está fazendo a sua parte. Eu gosto de discussoes
filosóficas e políticas pois sao a base da açao de qualquer
indivíduo...conciente ou inconcientemente...
Mas sou um partidário da "açao direta"...e por opçao, nestes últimos
anos, prefiro valorizar e difundir as coisas boas que estao sendo feitas
e fazer. Tem gente que prefere valorizar as coisas erradas, se apegam a
pequenos detalhes pra criticar e  esquecem que tudo é dialético...


Parabéns pelo trabalho de vcs e pela coragem de encarar este mundo dos
negócios do software livre. Tenho acompanhado a distância.
Precisamos de casos de sucesso no setor privado e provar nossa tese de
que o software livre é também viável para um NOVO modêlo econômico de
desenvolvimento para uma regiao ou país.
Mas para isso, nao precisamos abrir mao dos fundamentos básicos do
software livre, que é a liberdade, solidariedade e o compartilhamento.
Trabalhar com software livre com "cabeça proprietária" é carregar uma
visao conservadora, do passado, pro mundo novo que queremos construir.

abraços e bom trabalho

marcelo

_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista:
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: 
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a