Então deve ter faltado "vender melhor o peixe", tanto antes como durante, mas como vimos isso nem sempre é possível.

Além disso, se o programa é de diversão, o software livre também pode ser divertido.


[]s


----- Original Message ----- From: "Alexandre Oliva" <[EMAIL PROTECTED]>
To: "Pablo Sánchez" <[EMAIL PROTECTED]>
Cc: "Projeto Software Livre BRASIL" <psl-brasil@listas.softwarelivre.org>
Sent: Friday, October 06, 2006 3:08 PM
Subject: Re: [PSL-Brasil] Re: [linuxbh] Saldo final da entrevista noJô


(...) Para a maioria desses entrevistados que se auto-convidam, ele já
começa com uma postura de adversário, porque o propósito do programa
não é promover a agenda do entrevistado, não é fazer propaganda de
graça pra ninguém, nem servir de palanque pra ninguém.  É um programa
de diversão.

Se a entrevista já começa com um tema que se julga desinteressante, o
Jô entra com as 4 patas, por assim dizer, pra fazer o trabalho dele e
tornar a entrevista interessante, mesmo que o conteúdo não seja.

No caso, falhou.  A entrevista não ficou interessante, ficou pobre e
confusa. (...)


_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a