Considerações:

Teria eu feito uma ação antes do primeiro turno procurando todos os candidatos, e no segundo turno reafirmando e acrescentando mais um delta x procuraria os dois candidatos, e depois de proclamado os resultaods das urnas, procuraria, de novo, o eleito para tudo com ele confirmar.
Ainda é tempo de procurar a ambos os candidatos e, depois da proclamação dos resultados - o eleito, assim ficaria muito melhor, mais transparente, mais visível, mais forte.
Muitos de nós  votarão em Lula, muitos irão de Alckim, fazer a interlocução com eles os candidatos é legítimo, importante, producente, inclusive frente ao vencendor do pleito já em seu exercício do mandato ter-se-á muito mais autoridade/força.Entrementes, o outro, o vencido, tb estaria comprometido o q ajudaria em ações compartilhadas, ex em investidas parlamentares como no orçamento.ou para ações fiscalizatórias, etc
Ter votos no congresso pra ter o orçamento que queremos para o SL em todos os seus passos precisamos de ir sempre alem de uma bancada governista.
Enfim, algo tem mesmo de ser feito, mas muito bem feito, nada de amadorismos.Temos de saber "COMO"  e qd levar esta idéia do Oliva pra frente, e como somos muito inorgânicos aqui e diversos, temos mesmo de saber "COMO" ir em frente com esta idéia força.
Temos que considerar inclusive a possibilidade do atual presidente não se reeleger daqui a doze dias. Tudo pode acontecer.Qd se faz e vai para uma ação como esta e neste momento, tem-se de ponderar tudo, gostando ou não, tem-se de fazê-lo
Uma consideração a ser feita, é  se mandarmos texto antes do final do processo eleitoral, e haja um número significativo de indivíduos mandando o seu texto exclusivo ao presidente atual e nada para seu oponente Ackimin , ai  a informação chegue para a imprensa, o q seria muito natural,porque fugiria do contexto de ações dos brasileiros mandar tantas cartas ao presidente com um assunto comum, portanto seria notícia por si só, e ao ser divulgado tal coisa, tornaria o SL ainda mais uma bandeira do PT e o é mesmo??.Ou a queremos como uma bandeira suprapartidária??Que perpassa governos sendo política de ESTADO??Depende muito do que queremos fazer, atingir, etc, se vamos assim ou assado e em que hora, etc, etc. Ser prudentes e ao mesmo tempo saber ocupar espaços, eis um enorme desafio, ainda mais qd temos de colocar mais ingredientes nesta equação
Este é pois um momento muito delicado e tb muito precioso, tanto podemos atingir o Olimpo como descer ladeira.
Espero que me entendam, q eu tenha me feito compreendida.Concordo que devamos sair da inércia.Algo deve ser feito.Fico contente que Oliva tenha pensando em algo
Abs,
Ada

On 10/15/06, Alexandre Oliva <[EMAIL PROTECTED] > wrote:
O Brasil exige que alguns contribuintes utilizem software não livre
para preparar suas declarações de imposto de renda.  Para lutar pelo
direito de cidadãos e contribuintes à liberdade, a FSFLA lança a
campanha contra "Softwares Impostos" no Brasil.

Cidadãos e contribuintes do Brasil, escrevam para o presidente dizendo
que querem poder escolher a liberdade!  Peçam ao Estado para tornar os
Softwares de impostos Livres!  Digam que querem que a administração
pública tenha comprometimento com o Software Livre, tanto internamente
quanto nas interações com todos nós!

Recomendamos que você escreva sua própria carta para o presidente.
Você pode mencionar outras situações em que a administração pública
torna difícil evitar o software proprietário.  Como sugestão,
oferecemos um exemplo de carta abaixo, enviada por um dos conselheiros
brasileiros da FSFLA.

Sugerimos que as cartas sejam curtas (25-30 linhas de conteúdo) e
respeitosas, endereçadas ao presidente atual.  Utilize o formulário em
http://www.presidencia.gov.br/presidente/falecom/ ou, se preferir,
envie carta pelo correio comum para o endereço na carta exemplo.
Se quiser, mande uma cópia também para [EMAIL PROTECTED],
de modo que possamos providenciar para que essas cartas sejam
publicadas na Internet.

Liberdade não é algo que se recebe, é algo que se conquista.
Faça sua parte por um Brasil mais Livre!


Sobre a FSFLA

A FSFLA, em processo de estabelecimento jurídico, uniu-se em 2005 à
rede de FSFs anteriormente formada pela Free Software Foundation dos
Estados Unidos, da Europa e da Índia.  Essas organizações irmãs atuam
em suas respectivas áreas geográficas no sentido de promover os mesmos
ideais de Software Livre e defender as mesmas liberdades para usuários
e desenvolvedores de software, agindo localmente mas cooperando
globalmente.  Para maiores informações sobre a FSFLA e para contribuir
com nossos trabalhos, visite nosso site em www.fsfla.org ou escreva
para [EMAIL PROTECTED].


Contato

Alexandre Oliva
Conselheiro, FSFLA
[EMAIL PROTECTED]
(19) 9714-3658 / 3243-5233


Exmo Sr Luiz Inácio Lula da Silva
Presidente da República Federativa do Brasil
Palácio do Planalto
70150-900  Brasília, DF
Brasil


Venho por meio desta solicitar que o excelentíssimo presidente
continue promovendo e acelerando a opção pelo Software Livre, que
respeita as liberdades de executar, estudar, modificar e distribuir,
tanto dentro da esfera da administração pública quanto em programas de
inclusão digital.

Solicito priorização do esforço de garantir que todo software
oferecido a cidadãos e contribuintes seja livre e funcional em
plataformas livres.  Exemplos concretos de iniciativas nesse sentido
que ainda exigem atenção são:

a) os programas proprietários distribuídos pela Receita Federal: mesmo
as versões multi-plataforma não funcionam em implementações livres de
Java, por utilizarem funcionalidade não documentada disponível apenas
em implementações proprietárias.

b) o sistema de netbanking do Banco do Brasil, que, além de ser
proprietário, não aceita a senha quando executado em plataforma
inteiramente livre.

De forma mais geral, solicito que toda interação eletrônica entre
poder público e cidadãos ou contribuintes seja feita através de
formatos, padrões e protocolos abertos, públicos e de uso irrestrito,
com implementações livres disponíveis para plataformas livres.

Essas medidas são necessárias ao cumprimento de diversos princípios
constituicionais, tais como a publicidade (transparência), a
impessoalidade, a legalidade, a eficiência, a economicidade, a
soberania, a livre concorrência, a redução das desigualdades regionais
e sociais.

Sem mais, subscrevo-me,

<assinatura>


--
Alexandre Oliva         http://www.lsd.ic.unicamp.br/~oliva/
Secretary for FSF Latin America        http://www.fsfla.org/
Red Hat Compiler Engineer   [EMAIL PROTECTED]redhat.com , gcc.gnu.org}
Free Software Evangelist  [EMAIL PROTECTED]lsd.ic.unicamp.br, gnu.org}
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista:
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: 
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a