Concordo com o Omar sobre a fala da Ela Castilho.Falei pro Omar que
estava sentado do meu lado, de que com a fala da Ela - sub procuradora
geral da república para direitos dos cidadãos, por um triz não foi ela
escolhida procuradora geral o que ainda poderá vir ocorrer -fora pá de
cal nas votações no senado.Nenhum senador depois de ouvi-la terá
coragem de votar a favor de nada, a não ser com mais debates, etc,
etc.Ela Castilho é uma referência, respeitadézima.
Depois dos últimos finalmente, Tiago Soares junto do Pedro e de
Margarida, ex assessora do Sérgio Miranda me perguntou o que tinha
achado de tudo
Cansada até a alma, disse:
- Isto aqui que houve, em termos de resultado político/parlamentar,
não houve nada, nada vale. Ela Castilho arrazou e eu acabei de acabar
com tudo, disse sem falsa modéstia.Mulher é assim mesmo, qd resolve,
não tem pra ninguem, pois sabe o que faz.
Mas, Tiago queria que eu dissesse que houve algo de bom, em termos de
ação político/parlamentar não teve nada mesmo, afinal o senado é
soberano de agir como quiser sem ouvir a outra casa.Se ouvisse e
votasse junto, rente,não precisaríamos um parlamento bicameral.E os
senadores estão fartos de ser casa revisora sem poder ter tempo pra
discutir e votar como quer, vai dai que o lobby pode ter efeito
contrário até
Se esta é a intenção;;;então teve algo.
Talvez, tenha sido Tiago que alavancou a reunião, deu a idéia, etc,
mas o tiro estava saindo pela culatra, ortanto quem não sabe fazer
algumas ações tem de tomar muito cuidado, porque pode levantar uma
bola pra ser cortada por um parceiro, e vem o adversário e....marca
todos os pontos.
Tiago pode ser muito bom em assuntos de seu saber bem específico, não
de atuação político/parlamentar.
Alguem armou, conseguiu aval do presidente da Comissão e...não levou.
Ainda tem muita caminhada.
Pedro me deixou sem entender aonde queria chegar cutucando com vara
curta o Eduardo Azeredo fazendo uma relação entre urna eletrônica e o
PL, os registros.Fez escolha que quis, ajuntando as duas coisas.Teve
audiência para tal, mas não sei se foi eficaz, mesmo porque o
presidente deu-lhe um cortão a partir de intervenção do Azeredo que,
de fato, não ficaria quieto mesmo diante da provocação.Pedro pode
estar certo, até certíssimo, mas não acredito que será
eficaz.Inteligente do jeito que é, poderia ir fundo sem fazer as duas
associações.A gente qd está diante de assunto vital como este tem de
ser estrategista e falar pra ser ouvido, ser acatado, e não dizer ,
simplemente, o que se quer dizer.
Gostei pra valer mesmo de verdade foram as falas da procuradora Ela e
do DEMI do CGI e até um pouquinho do Bechara, consultor jurídico do
Minicom.Demi até citou o Imre Simon, foi muito bem, rápido e fundo,
forte.E o cara da Febraban é muito bom de chinfra.Tem postura,
eloguência, sabe fazer sopa de letrinhas das boas, mas não me
convenceu porque não me convençaria de jeito algum porque estou
atenta, mas quem não está...ele convence.Vende bem preto como se o
mesmo fosse amarelo ouro.
Quer dizer, ele sabe dar uma muito boa enrolada.
Preciso me descançar pra refletir e escrever bem o que é essencial,
por aqui e agora tenho contado tb sobre circunstâncias, pano de fundo,
clima,e coisas do gênero.
Por enqt é isto.
Vou ver se no portal da câmara tem algo
Abs,
ADa

On 11/15/06, Omar Kaminski <[EMAIL PROTECTED]> wrote:
Sai chutando o vento porque não pude ficar até o final para ver o que ele
iria falar em virtude do meu vôo de volta, que era as 19 e pouco.

Achei tudo meio morno ate onde vi, mas enfim, vamos fazer mais reuniões para
decidir que há a necessidade de mais reuniões.

Nesse caso "jogar para a torcida" é jogar em casa. Há quem defenda os
interesses dos CLIENTES, como frisou alguém em outro email, há quem defenda
o que é sensato e factível do ponto de vista jurídico.

Ponto para a procuradora federal, Ela Castilho, que até onde eu vi foi a
única que tocou em pontos nevrálgicos tecnicamente falando, fazendo uma
rápida análise de pontos jurídicos falhos no PL, como o de não ser possível
impor um crime sem que haja pena respectiva.

Cada dia me convenço mais que esse PL é um saco de gatos *mesmo*. Tinha que
recomeçar do zero, partindo do último substitutivo aprovado na CE. Porque
querer remendar ou consertar esse vai ser mais difícil ainda.

Meus dois cruzeiros.

[]s


----- Original Message -----
From: "Ada Lemos" <[EMAIL PROTECTED]>
To: "Projeto Software Livre BRASIL" <psl-brasil@listas.softwarelivre.org>
Sent: Tuesday, November 14, 2006 9:51 PM
Subject: Re: [PSL-Brasil] Pena que o .gov ainda é 99.9% Microsoft


Ah Omar saiu chutando o vento qd viu que o tal Blum da Febraban
fecharia o debate.
Achei muito esquisito tal arrumação, pois se deixa por último o
principal bam bam bam.
Tratei de ser eu a fechar tudo colocando cunhas, verdadeiras músicas
aos ouvidos dos senadores e de quem quer mais debates e que nenhuma
votação seja açodada.Tive de me expor e muito, mas não fugi da raia.E
tudo indica que me sai bem e o cara da Febraban, em termos de
retórica, estava indo bem demais, não de conteúdo, mas organizou o que
tinha pra dizer muito bem, ai não dava pra deixar ficar coroado.Estes
debates têm de ir em frente e muitão.Nada de votar nada já, NADA
Mas, depois passei mal de cansaço, afinal ainda estou convalescente da
virose e tudo isto é super cansativo.
Abs,
Ada .

_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista:
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista:
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a