Em Dom, 2006-11-26 às 22:20 -0300, Antonio Fonseca escreveu:
> Marcelo,
> 
> Respeito sua opinião mas até onde sei a Internet teve sua origem na
> interligação de redes para colaboração acadêmica, para ser usada por
> pesquisadores das instituições que desenvolviam projetos financiados
> pela ARPA do DOD. Acho que isso é consenso. 

Ok...sim é.

> Quanto a ser uma rede para fins militares, não foi o que eu disse.
> Certamente com o seu desenvolvimento e expansão esse rede de redes foi
> se moldando a imagem e semelhança de seus criadores e desenvolvedores
> (protocolos, softwares, etc). 

concordo também...

> Se você tiver alguma URL ou referência que possa me sugerir onde eu
> leia um depoimento de Vint Cerf que contradizendo completamente essas
> informações eu agradeceria muito, afinal posso estar completamente
> enganado sobre isso.

As afirmaçoes acima nao tem contradiçoes com o que pensa Vint nem o que
eu tirei de conclusoes minhas em tudo isso. 

>  Olha, estou sendo completamente sincero sobre esse meu interesse na
> referência e não estou usando de ironia, por favor não me interprete
> mal.

Claro que nao!

Essas referências que citei...

...do Vint: Foi uma introduçao oral que ele fez na reuniao anual do
Conselho Científico do Mestrado da UOC www.uoc.edu em 2004 (do qual eu
também faço parte...juntamente com o Castells) falando do surgimento da
Internet...
ele falou da sua experiência pessoal de criaçao do IP...nunca teve
referência em "encomenda" ou projeto militar. Ele trabalhava na empresa
monopolista de telecom ATT quando criou o IP...depois a ATT nao se
interessou mais e descartou o projeto da Internet...(sorte nossa!)

...do Castells: No Forum Social Mundial de Porto Alegre de 2005, num
seminário com o Presidente da República de Portugal em 2005 e dois meses
atrás aqui em Barcelona numa atividade do governo catalao, ele retomou o
assunto com a mesma tecla: "nao pensem vocês que a Internet teve origem
militar, que foi criaçao dos militares. A Internet foi um projeto com
fins acadêmicos desde o início, financiado pelo sistema de defesa. A
primeira sorte que tivemos foi que os militares nao se iteressaram pelo
projeto e descartaram. A segunda sorte que tivemos é que a ATT, que
herdou o projeto, também nao se interessou e descartou o projeto. A
terceira sorte que tivemos foi que até 1995 Bil Gates também falava que
a Internet nao servia pra nada. Graças a estes 3 fatores de sorte temos
a Internet como ela é hoje"...(ESTAS PALAVRAS NAO SAO EXATAMENTE COMO
ELE FALOU...MAS UMA LEMBRANÇA DO QUE ESCUTEI NESTA OPORTUNIDADES DE
OUVIR O Castells..)

> Sobre a contribuição de Barners Lee, ele ocorre algum tempo depois e
> ajuda a criar o fenômeno da World Wide Web que hoje é praticamente
> sinônimo de Internet, mas lembre-se que nem sempre foi assim.

Sim...concordo...

Eu acompanhei isso como profissional. Eu era técnico de redes com
tecnologias pré-internet quando trabalhava na Embratel...participei do
"projeto ciranda" (redes X25) e de outras formas de conexoes em rede
antes do IP se estabelecer (SDH e ATM)...tudo isso antes do WWW.

Nao tenho divergências com tuas observaçoes....
> 
> Abraço,
> 
> ASF

abraços

Marcelo

_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: 
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a