On Dec 11, 2006, "Olival Gomes Barboza Júnior" <[EMAIL PROTECTED]> wrote:

> On 12/11/06, Pablo Sánchez <[EMAIL PROTECTED]> wrote:

>> Porque o Red Hat Linux, especificamente, possui em seu bojo muito software
>> não livre, e não me refiro apenas às questões ligadas ao uso da marca e logo
>> da red hat, mas software proprietário inserido no kernel (módulos de
>> hardware, etc).

> Bom, há um tempo atrás vc deve lembrar de um  longo papo aqui com o
> Alexandre Oliva onde ele diz q o q há de proprietário no RHEL está em 4
> pacotes facilmente removíveis.

Acho que houve confusão, deixa eu esclarecer.

O Red Hat Enterprise Linux consiste de um conjunto principal (os CDs
de instalação) e um CD de extras.

A maioria dos extras é proprietário, infelizmente.

No conjunto principal, em princípio, tudo que não é Software Livre não
é nem software.  Por exemplo, os pacotes facilmente removíveis a que
você se refere, contêm apenas logos da Red Hat (não são software), e
sua remoção não prejudica o funcionamento do sistema, apenas remove os
logos da Red Hat.

A exceção para o 'em princípio' do parágrafo acima são os firmwares
proprietários, que vêm junto dos fontes do kernel que o próprio Linus
distribui.  Até o lançamento do GNewSense, não havia forma simples de
removê-los.  As FSFs ainda toleram que uma distro que
não-intencionalmente inclua esses componentes proprietários, porque
eles fazem parte de um pacote que se auto-proclama livre, mas
espera-se que quem for comprometido com Software Livre vá adotar a
ferramenta desenvolvida pelo GNewSense para evitar distribuir software
proprietário.

> Não sei se há drivers proprietários no kernel dele,

Até onde sei, não há.  Há os firmwares, mas o kernel do Linus não
inclui drivers proprietários.  Até onde sei, todos os drivers que a
Red Hat adiciona ao kernel são livres, até mesmo porque seria dar um
tiro no pé a Red Hat oferecer suporte para algo que ela não tivesse a
menor possibilidade de examinar e corrigir.

Há, por outro lado, certificação para o RHEL por parte de
distribuidores de drivers proprietários, e tem uma porção de gente que
cede ao impulso de usar o software desses distribuidores e abre mão de
sua liberdade no processo.  Mas esses drivers não são distribuídos nem
suportados pela Red Hat.  Qualquer driver proprietário carregado no
sistema põe o kernel num modo (tainted) em que todo o sistema deixa de
ser confiável, portanto o pessoal do suporte da Red Hat tende a
solicitar a duplicação do problema sem o driver carregado, para se ter
certeza de que o problema não é causado pelo driver.

> Não sei se é uma das poucas, mas parece ter sido a única q comprou a idéia e
> resolveu fazer algo a respeito. Se é por visão de mercado ou pela função
> social da empresa, ou (provavelmente) por ambos, só o board da Red Hat deve
> saber . . . :-)

De fato :-)  Pessoalmente, aposto no "ambos" ;-)

-- 
Alexandre Oliva         http://www.lsd.ic.unicamp.br/~oliva/
FSF Latin America Board Member         http://www.fsfla.org/
Red Hat Compiler Engineer   [EMAIL PROTECTED], gcc.gnu.org}
Free Software Evangelist  [EMAIL PROTECTED], gnu.org}
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: 
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a