On Dec  8, 2006, "Ricardo L. A. Banffy" <[EMAIL PROTECTED]> wrote:

> De repente se as máquinas do PC Conectado pudessem ser não-x86 elas
> poderiam ser Windows-proof.

> Mas sem uma vantagem para oferecer (menor preço, melhor desempenho,
> fabricação local) eu não sei como essa idéia poderia ser apresentada
> sem provocar a imediata demissão de quem apresentá-la.

Pois é, parece-me que houve algum projeto nesse sentido que envolveu
ITI e MEC um tempo atrás, alguma coisa baseada em ARM, que parece que
não foi pra frente.  O Alex Camacho Castilho que comentou comigo numa
reunião sobre OLPC, talvez possa dar mais detalhes.

Por certo, alguma coisa baseada em ARM podia ir muito bem.  O
processador é bastante barato, tem base instalada grande (celulares e
PDAs, inclusive rodando GNU/Linux) e consome quase nada de energia
comparado com um x86 moderno (pra população de baixa renda, a conta de
luz faz diferença).

A maior dificuldade provavelmente é a quebra da cadeia de produção dos
grandes distribuidores de PCs, que vão chiar pra se adaptar a algo tão
diferente.  Pro software, a encrenca não é tão grande, pois já tem
alguma massa crítica.

Aí pelo menos resolve o problema de o consumidor instalar uma cópia
não autorizada em vez de voltar no fabricante e exigir o funcionamento
correto ou o dinheiro de volta.

A dúvida é se os fabricantes estão dispostos a encarar esse 'dinheiro
de volta', ou se só entraram nessa por acreditar (e até incentivar) o
consumidor a buscar a alternativa ilegal.

-- 
Alexandre Oliva         http://www.lsd.ic.unicamp.br/~oliva/
FSF Latin America Board Member         http://www.fsfla.org/
Red Hat Compiler Engineer   [EMAIL PROTECTED], gcc.gnu.org}
Free Software Evangelist  [EMAIL PROTECTED], gnu.org}
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: 
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a