O problema é que você vai dar suporte sobre uma distro que outra empresa controla. Se eles decidirem que atualizam o KDE, você vai junto, mesmo que você só instale Gnome.

Fazendo a própria distro você limita o usuário àquele conjunto de programas para os quais você quer (ou consegue) dar suporte.


Se o usuário sabe dançar a dança do "./configure", "make" e "make install", é pouco provável que ele ligue pro helpdesk.

Gustavo Noronha Silva wrote:
Em Fri, 08 Dec 2006 12:07:16 -0200
"Ricardo L. A. Banffy" <[EMAIL PROTECTED]> escreveu:

Criar a distro nova não é sobre configurar o software para combinar
com o hardware, mas o conjunto de coisas sobre as quais você dá
suporte.

Mas isso muda o que, exatamente? Meu argumento para isso é o mesmo =)
Pre-configurar um Fedora resolve.
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: 
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a