Caros, o desembargador relator julgou com base em um laudo requerido pelos advogados dos autores. É processualmente correto, embora tenha desconsiderado os efeitos.

Quem trabalha diariamente com tais questões já se deu conta disso há muito:
existe uma estrutura tão amarrada ao longo dos séculos que você não pode
mexer aqui sem afetar lá. Falo das leis, e também da própria internet.

[]s



Quiseram é tomar um mal-intencionado atalho usando a justiça  brasileira.

P q "mal-intencionado"? Os advogados dos envolvidos devem ter
executado esta estratégia levando em conta a exposição dos sujeitos
no Brasil.


No lugar do Google, eu os processaria em todas as jurisdições  possíveis
por conta dos lucros cessantes causados pelo bloqueio  indevido.

E acho q eles tem todo o direito de fazer isso. Essa é a questão:
direito de levar sua causa à justiça, todos devem ter. Só regimes de
exceção privam pessoas e empresas deste direito.


O fato do juiz ter se considerado competente para julgar é o mais
alarmante. O fato original não se deu no Brasil, nem sua a  divulgação se
deu exclusivamente pelo YouTube, que não tem controle  suficiente porque é
tecnicamente impossível tê-lo.

Pois é, mas o engraçado é q não vejo nenhum site de protesto contra
o juiz q emitiu a sentença polêmica. Até entendo q boa parte dos
adolescentes trocando mensagens em seus MSN Messengers não consigam
articular um raciocínio q envolva mais do q ligar dois pontos com uma
linha (algo como "Cicarreli entrou com processo; YouTube fechou por
causa do processo; Cicarelli má!!!"). Mas, me surpreende q aqui gente
com capacidade intelectual e visão bem mais sofisticada das coisas
não consiga ir muito além do mesmo raciocínio. Mascarar o sintoma não
vai curar a doença.


_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a