Poutz... Li na íntegra a notícia, e fico de cara com isto:

"Segundo despacho do
desembargador<http://tecnologia.uol.com.br/ultnot/2007/01/09/ult4213u6.jhtm>Ênio
Santarelli Zuliani, as operadoras de backbone podem liberar o acesso
ao
site. Contanto, elas devem informar ao Tribunal as razões técnicas da
impossibilidade de bloquear apenas o vídeo..."

Ou seja, a culpa é das operadoras, ninguém vai questionar o erro na
assessoria técnica ou má interpretação do desembargador sobe o laudo?

"O incidente serviu para confirmar que a Justiça poderá determinar medidas
restritivas, com sucesso, contra as empresas, nacionais e estrangeiras, que
desrespeitarem as decisões judiciais. Nesse contexto, o resultado foi
positivo", diz o despacho de Zuliani.

Traduzindo, o cara não assume que errou, e ainda afirma que isso foi bom,
porque mostra que quem quiser fazer algo do gênero, pode sem problemas...
Fala sério! Imagina agora o tanto de blog que vai ser bloqueado porque um
fulaninho qualquer não gostou, mas como a hospedagem é no exterior, não ia
conseguir abrir o processo?

Fala sério.

Em 09/01/07, Omar Kaminski <[EMAIL PROTECTED]> escreveu:

http://tecnologia.uol.com.br/ultnot/2007/01/09/ult4213u5.jhtm

09/01/2007 - 13h24
Justiça suspende bloqueio ao YouTube no Brasil

O Tribunal de Justiça de São Paulo suspendeu nesta terça-feira o
bloqueio ao site de compartilhamento de vídeos YouTube.

Segundo despacho do desembargador Ênio Santarelli Zuliani, as operadoras
de backbone podem liberar o acesso ao site. Contanto, elas devem
informar ao Tribunal as razões técnicas da impossibilidade de bloquear
apenas o vídeo em que a modelo Daniella Cicarelli e seu namorado Tato
Malzoni trocam carícias íntimas em uma praia de Cádiz, na Espanha.

O site começou a ser bloqueado nesta segunda-feira por empresas de
telefonia após decisão judicial em favor da modelo. Ao menos 5,7 milhões
de internautas não conseguem acessar o domínio www.youtube.com


Oito empresas haviam sido incluídas no laudo técnico da Justiça para o
bloqueio do YouTube. Brasil Telecom e Telefônica já tinham barrado o
acesso <http://tecnologia.uol.com.br/ultnot/2007/01/09/ult4213u3.jhtm>.

*O processo*
Cicarelli e Malzoni haviam processado o YouTube no ano passado por não
ter retirado do site o vídeo em que os dois aparecem supostamente
fazendo sexo no mar em Cádiz. Durante muitos dias o vídeo foi o mais
assistido na Internet no Brasil.

Os dois queriam a retirada das imagens do site e pediram o pagamento de
multa diária de R$ 250 mil caso o vídeo continuasse disponível.

O caso se arrastava há meses, e o casal iniciou um novo processo em
dezembro, pedindo que o acesso ao YouTube fosse restrito enquanto o
vídeo estivesse disponível.

_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista:
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: 
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a