Pelo q eu lembro de ter lido, o uso de gnu/linux ainda é muito mais voltado para os render-farm, como o já citado cluster Death Star.

Lembro q da primeira vez q joguei Jedi Academy, em um PC, qdo fui ler os créditos do jogo ao final eles colocaram as ferramentas utilizadas. Me parece q para o design foi o velho esquema Photoshop e Maya, e para renderizar as cenas usaram o The Gimp como engine.


E pelo q li do Death Star, eles mexeram bastante no kernel Linux e no sistema de arquivos distribuídos, mas, como vc disse, compartilhamento não é exatamente a praia deles. Como todo esse software é usado in-house, as licenças livres não exigem o compartilhamento.

Além disso, como as customizações q eles fazem dão vantagem competitiva na velocidade de produção e na qualidade das imagens geradas para os filmes, eles não devem ter interesse em compartilhar isso pq cederiam a outras produtoras essa vantagem. É meio contraditório com o espírito do software livre q eles usam, mas não deixa de fazer sentido no contexto puramente comercial q eles vivem.

[ ]s,

olival.junior


Em 26/01/2007, às 16:50, Fabianne Balvedi escreveu:

É sempre a mesma ladainha, reclamam do GIMP, mas o que
efetivamente eles fazem para que ele melhore? Conheço
um monte de produtoras que investem em software "in house",
então pq não investir nos que são livres?

E cadê o compartilhamento do conhecimento dessa galera
com a gente? Tutoriais, relatos de experiências, etc.?

Nem falo mais nada...

hasta,
//fabs



_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista:
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a