Em Seg, 2007-01-29 às 12:10 -0200, Ada Lemos escreveu:
> Não entendi a sua fala. Poderia me explicar melhor o q disse???.

Venho falando disso a muito tempo...publicamente...

Enquanto nao tivermos previsto nos orçamentos dos governos
"investimentos" (grana) destinados ao software livre a política terá
dificuldades de ser implantada.
Como podem, os governos, destinarem muita grana anual de seu orçamento
ao software privativo (legado ou nao) e nao tomarem a decisao política
de  migrarem parte deste volume de orçamento para o software livre. Pelo
menos poderiam estabelecer metas modestas: 5% no primeiro ano, 20% no
segundo, etc...Isso já seria muita grana para investirem em SL. Uma
inversao de prioridades. Uma decisao política.

mas a maioria dos governos ainda tem como marca da política do SL falar
o quanto deixou de gastar com SPrivativo...o quanto economizou com
licenças...etc. 

Isto, para mim é insuficiente e NUNCA conseguirá consolidar uma política
de SL na administraçao púbica, nem estimular um mercado privado deste
novo modêlo de negócios na política industrial. 

Já estamos (nosso país) pagando o preço disto já...

http://www.linux.com/article.pl?sid=07/01/17/2018227 


http://br-linux.org/linux/mangia-che-ti-fa-bene


abraços

Marcelo


_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: 
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a