-----BEGIN PGP SIGNED MESSAGE-----
Hash: SHA1

On 02/15/2007 06:26 PM, Alexandre Oliva wrote:
> On Feb 15, 2007, "Pablo Sánchez" <[EMAIL PROTECTED]> wrote:
> 
>> Sim, mas quem faz a seleção é uma banca composta por membros da comunidade
>> que se oferecem como voluntários. Então, mesmo a organização do FISL pode
>> não ter a resposta ao porque.
> 
> Exato!  A organização pode até dar os detalhes técnicos de como foi o
> processo de seleção, mas não tem como dizer o que passou na cabeça dos
> avaliadores.

        Desde o FISL7 é possível ver os critérios e o sistema de pontuação,
os avaliadores tem inclusive um Manual sobre os procedimentos, inclusive a
primeira pergunta do FAQ do FISL8 é: "Porque a proposta de palestra X foi
recusada?"

 * http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PubFisl8/ManualDoAvaliador
 * http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PubFisl8/Faq
 * 
https://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PubFisl7/Classifica%e7%e3oDasPropostas


        Do material do FISL7 você também encontra um Manual do Proponente
que contém dicas e informações sobre o mecanismos das propostas e suas
avaliações. E também um FAQ com perguntas/respostas similares.

 * http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PubFisl7/ManualDoProponente
 * http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PubFisl7/PerguntasFrequentesOPrograma


        Se não estou enganado, em anos anteriores o pessoal do FISL
inclusive esclareceu que pra efeitos de balanço no momento da contagem
dos pontos, só eram consideradores os avaliadores que tivessem passado
por todas as palestras da trilha, evitando vantagens individuais.

        Particularmente e como já foi exposto, o pessoal do FISL já
deixou bem claro o procedimento, toda época de divulgação o processo
se repete solicitando esclarecimentos sobre porque uma proposta não
foi aprovada.

        Eu conheço exemplos de palestrantes que tinham um projeto
nacional e queriam apresentar sua palestra mas foram recusados, sem
se chatear, foram ao FISL e aproveitaram pra falar com a coordenação
pra reclamar do grande número de palestras estrangeiras e do número
reduzido de palestras nacionais, em anos seguintes, o FISL definiu
cotas pra dar mais espaço para o público interno.

        Até onde sei, há espaço pra contribuir com o FISL, se houver
mecanismos que possam auxiliar na processo de avaliação (mais no
processo dos avaliadores do que no processo de avaliação) e alguém
estiver disposto a implementá-los e eles estiverem na qualidade do
papers e integrado ao sistema, não acredito que a coordenação se
oponha.

        Abraço,

- --
Felipe Augusto van de Wiel (faw)
"Debian. Freedom to code. Code to freedom!"
-----BEGIN PGP SIGNATURE-----
Version: GnuPG v1.4.6 (GNU/Linux)
Comment: Using GnuPG with Mozilla - http://enigmail.mozdev.org

iD8DBQFF1MyxCjAO0JDlykYRAm0JAJ92Zxg13NMxgd3by7TqNpU0hpuukACgi1EY
KO7nkfaxiuwECLW0BqWPI2o=
=Qika
-----END PGP SIGNATURE-----
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: 
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a