Continuo achando que há fortes indícios de que o jeito livre (ou aberto) de
fazer as coisas foi o que realmente viabilizou o tal Leviatã. Isso mesmo com
a vantagem numérica (em inovação) para os produtos proprietários.

Abraço,

On 2/27/07, Olival Gomes Barboza Júnior <[EMAIL PROTECTED]> wrote:


Em 26/02/2007, às 23:03, Pedro A.D.Rezende escreveu:

> Olival Gomes Barboza Júnior escreveu:
>  muita coisa rolou nesse rio cyber-espacial nas
>> últimas décadas para tornar a Gde Rede o q ela é hoje. E algumas
>> vezes isso envolveu tecnologias proprietárias.
>
> Não fuja, enumere tres.

Ok. De pronto me vieram à cabeça 5 tecnologias/produtos q nasceram
proprietárias (e ainda o são em alguns casos), mas q IMHO tiveram
impacto em tornar a rede esse Leviatã 2.0 q temos hj:

(1) Java Applets ("the network is the computer")

(2) P2P (as primeiras gerações usavam protocolos proprietários -
Kazaa e o FastTrack -, ou eram proprietárias como um todo - vide
Napster).

(3) AJAX (os primórdios do q viria a ser o q chamamos hj de AJAX
vieram de implementações proprietárias no IE)

(4) Quase todos os formatos de vídeo online (RealPlayer - q nasceu
proprietário; WMV; e mesmo o Flash do YouTube - q não é bem vídeo,
mas acabando passando por tal).

(5) VoIP (embora o protocolo em si não seja proprietário - salvo
engano -, foi o cliente proprietário Skype q colocou o uso de VoIP em
outro patamar)

O número (1) pode ser controverso, mas por um bom tempo foi apontado
como o futuro da computação "remota" na Internet. Quem realmente
mudou a questão foi o número (3), q, por sinal, é base de quase todos
os pacotes de escritórios online (q prometem ser TNBT).

O número (2) e o (4) são a base do q será a distribuição de conteúdo
para entretenimento no século XXI. Estou pra ver o dia em q o YouTube
vai usar theora ou ogg.

O impacto do número (5) é evidente, dada a natureza disruptiva da
tecnologia.

Agora, NOVAMENTE, vamos deixar claro uma coisa: não estou aqui
diminuindo ou achando q sem a base livre da Internet ela teria se
tornado o q é hj. Estou apenas lembrando q em algumas instâncias tbém
houve a introdução de conceitos inovadores implementados de forma
proprietária.

Porém, se existe aqui a crença de q tudo o q existe de relevante no
mundo de TIC é apenas o q é livre, então não haveria razão de tanta
luta para implementar alternativas livres a produtos proprietários,
já q eles seriam "irrelevantes".

[ ]s,

olival.junior_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista:
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil




--
ASF
http://antoniofonseca.wordpress.com/
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: 
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a