Evandro,

Antes de mais nada, um colega do TCU e outro da Câmara conseguiram me
esclarecer em poucas linhas as distorções da tal dissertação, coisa q vc não
conseguiu em um texto imenso e intercalado com ataques pessoais.

Em momento algum eu ataquei a sua pessoa ou tentei desqualificar a sua
opinião a priori. Como não sou um moleque inconseqüente, acredito q um
mínimo de respeito vc poderia ter pela opinião alheia, ainda q discorde
dela.

Agora, ao contrário do q vc quer dá a entender, a ICP-Brasil está longe de
ser a unanimade q vc prega. E não estou sozinho nesta lista ao afirmar isso.
Agora, se vc entende como "provocação" o simples fato de alguém não aceitar
sua opinião, então realmente não dá pra conversar contigo.

E ingênuo eu seria se não acreditasse q há vários interesses envolvidos
nessa questão, especialmente do lado daqueles q tentam empurrar goela abaixo
de todos nós o conceito de  "certificação digital" como se fosse algo a
prova de falhas.

olival.junior

On 4/13/07, [EMAIL PROTECTED] < [EMAIL PROTECTED]> wrote:

Ou vc deixa de ser ingênuo ou para de fazer colocações
como se todos aqui fossem ingênuos.


( . . . )

Sua conclusão sobre o que leva o artigo é ingênua.


( . . . )

SIM. Li o texto.
É arcaica porque existe legislação sobre medidas
provisórias e entendimentos de Tribunais Superiores
que superam fundamentos adotados pelo mestrando.


( . . . )

Além disso, afirmar q há "segundos interesses" é uma acusação grave. Vc
poderia demonstrar p q a integridade do autor do estudo foi comprometida?

Para você não. em juízo (se o acusado entender que deva levar
a juízo), SIM.


( . . . )

Isso de acusar sem provas, sem ao menos explicar p q
> alguém está sendo acusado de algo virou moda no Brasil há algum tempo,
> mas acho q no âmbito desta lista dá pra ser mais criterioso.

se entendi seu comentário. Acredito que para o caso ele é inócuo e somente
provocador.

> Qual exatamente é a vinculação do estudante com os donos de cartório?

Filho.

> Qual a fonte dessa informação?

Vc pergunta para todo mundo qual a fonte de informação de tudo que lê e
ouve?


( . . . )

Somente vi o assunto provocar distorções e versões
(como tem acontecido com frequencia) que levam a
CONCLUSOES E DEFINICOES ABSURDAS como se tornou o
TOPICO das mensagens...

> Finalmente, quais foram as tais "correções"?

Várias... vc ia querer vê-las para matar a curiosidade ou para
entendê-las?

> Foram de conteúdo? Ou foram
> apenas de forma? Como vc sabe disso?

PUTZ!
Foram de conteúdo e de forma.
Tudo vc quer saber como se toma conhecimento...

> Vc fez parte da banca examinadora?

Não, e se tivesse feito ia tomar PAU...

A crítica foi feita NO MESMO nível do artigo publicado.
Se lá houvesse mais fundamento e se a manchete fosse
menos panfletária, poderia-se elevar o nível como você
pede.


( . . . )

Olha o nível de coisa que você pede... como sempre só para
provocar e chamar a discussão...


( . . . )

Você quer que eu detalhe a LEGISLAÇAO DA ICP-BRASIL, VIGENTE, chamando isso
de contraditório...
Deixa de ser rebelde sem causa...


( . . . )

O mestrando NAO TEM LEGITIMIDADE para fazer essa afirmação, se nao o fez o
jornalista é débil mental em colocar uma manchete dessa atribuindo a quem
não tem essa LEGITIMIDADE.
Entendeu?


( . . . )

Aí vem vc e pede para eu te explicar porque uma lei VIGENTE contradiz uma
dissertação de mestrado. Será que tenho que começar pelo ordenamento
jurídico no país?

Aí, depois de você entender o ordenamento jurídico, eu teria que explicar
o que é a ICP-Brasil???
Só para me garntir o direito de questionar uma dissertação e uma matéria
sobre a dissertação???


( . . . )

Aceitei a provocação e dou por encerrado a minha intervenção
na medida que desejava.

_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
[EMAIL PROTECTED]
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: 
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a