Como assim "serviu para a indústria repensar o modelo"? A indústria só seguiu o q já estava fazendo. O manifesto serviu apenas para jogar uma boa cortina de fumaça sobre as práticas pró-DRM da própria Apple até então.

Depois das declarações dele, só liberou DRM quem já estava pensando em fazê-lo antes. A EMI já tinha feito uma experiência de música DRM-free na loja online da Yahoo. A iTMS só rolou depois de algumas semanas. E ainda não vi nenhum dos artistas independentes q pediram à Apple q colocassem suas músicas sem DRM no site sendo atendidos.


A RIAA não arredou uma polegada da posição pró-DRM deles. Inclusive, a única coisa interessante foi q alguém da RIAA simplesmente chamou o Jobs de hipócrita, algo q me parece mais próximo da realidade do q acreditar q o Steve Jobs seja um "paladino pela música livre".

Como eu postei no blog, a única coisa q ele fez efetivamente foi se juntar tardiamente e relutantemente a algo q já rolava faz tempo. Como não foi à toa q ao Jobs foi atribuído um "campo de distorção da realidade", têm-se a impressão de q a carta dele realmente fez alguma diferença para a indústria e q ele realmente batalhava contra o DRM desde criancinha.

Além disso, repare q ele nada fala sobre filmes DRM-free. E o pior é q ele, como membro do board da Disney, tem responsabilidade direta por "repensar este modelo". Mas, até agora, ele só disse q filmes sem DRM "não são a mesma coisa" q músicas sem DRM, já q os DVDs "já são protegidos" hoje. Ou, traduzindo: a Apple e a Disney ainda podem ganhar muito dinheiro fazendo vc comprar de novo e novamente o mesmo conteúdo, mudando apenas o formato (lembre-se q há dúvidas qto ao DMCA permitir ou não q alguém "ripe" um DVD para consumo próprio).

Não acho q a "briga acabou", mas acho importante lembrar quem é quem nessa história. Especialmente quem muda de posição apenas pela conveniência do momento.

Maiores detalhes no link já indicado: http://obarboza.blogspot.com/2007/04/o-preo-da-liberdade.html

[ ]s,

olival.junior


Thiago Bressan escreveu:
Tudo bem que suas razões não são nobres. mas serviram para a industria repensar seu atual modelo. A briga continua... mas alguém achou que já tinha acabado? Abs


_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: 
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a