Não necessariamente, pois ao contrário de um processador de textos, onde
você tem diversos processadores "compatíveis" com o formato, o da receita só
tem um, o que poderia significar - claro que eu acho que não é assim, mas...
- que não existe uma verificação de integridade sobre o arquivo. Para testar
isso, só abrindo um arquivo e mudando na não para ver se existe tal
verificação, se não, esse teste proposto fica furado...

Em 29/04/07, Felipe Augusto van de Wiel (faw) <[EMAIL PROTECTED]>
escreveu:

-----BEGIN PGP SIGNED MESSAGE-----
Hash: SHA1

On 04/29/2007 09:10 PM, Alexandre Oliva wrote:
[...]
> O que mesmo você está tentando descobrir?  Se eu usei mesmo meu
> programa pra fazer a declaração?
>
> Olha, sinto muito, mas isso não vai dar pra descobrir nem comprovar de
> forma alguma.  A não ser que tenha havido algum grande erro no
> processo de descompilação, ou tenha sobrado algum no código de
> gravação da declaração para envio (como havia da primeira vez que
> tentei entregar, e o código para transmissão que rodava no Banco do
> Brasil sabiamente recusou a declaração), o resultado é pra ser
> completamente indistinguível do que o próprio programa da Receita
> Federal geraria.
>
> Você pode inclusive me ajudar a verificar isso, pegando o diretório
> aplicacao/dados que contém o seu .xml, fazendo uma cópia dele pro
> diretório que contém o irpf2007-r1003-cl.jar (o que eu distribuí, se
> você confiar em mim, ou o que você mesmo tenha criado a partir dos
> fontes que eu disponibilizei, que você pode inspecionar antes de
> confiar em mim), e usá-lo pra preparar a declaração para transmissão.
> Daí, comparar o resultado com o que você efetivamente transmitiu.
>
> É pra dar igual.  Se não der, bom, há uma chance de que dê problema no
> processamento de minha declaração, e de que isso exponha um furo no
> sistema de verificação da declaração durante o processo de
> transmissão.

Alexandre,

        Supondo que você ainda não tenha feito isso, você poderia
pegar uma cópia do arquivo usado para fazer a entrega e tentar
utilizá-lo/carregá-lo em um programa da Receita como se estivesse
tentando restaurar um backup (ou abrir uma declaração já salva) e
isso confirmaria se o arquivo está em formato válido, não?


        Abraço,

- --
Felipe Augusto van de Wiel (faw)
"Debian. Freedom to code. Code to freedom!"
-----BEGIN PGP SIGNATURE-----
Version: GnuPG v1.4.6 (GNU/Linux)
Comment: Using GnuPG with Mozilla - http://enigmail.mozdev.org

iD8DBQFGNUJ8CjAO0JDlykYRAqL4AKDRWX7vrYPTZYlFgwRp0KmIBLKyhQCgq23D
/qoGZH2gjQuiuUG5p0qyd1M=
=3lFj
-----END PGP SIGNATURE-----

_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista:
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: 
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a