Tudo indica que é isto ai Pedro, tanto deve ser isso mesmo que está difícil
de saber a realidade dos fatos. Ainda está tudo muito esquisito. A pauta
oficial nada tem a ver com o assunto aqui em questão. Foi votado, lá atrás,
com resultado positivo por uma audiência pública e agora troca-se esta
audiência votada por trabalhos internos, pelo que ouvi dizer, pra não se
perder tudo. Tudo o que??
Qdo vi que a pauta oficial de amanhã na CCJ, realmente, nada contempla o PL
de Azeredo, o que já havia visto no portal do Senado ontem, o que aumenta
ainda mais a minha perplexidade com tudo.A pauta de amanhã na CCJ, a
oficial, não dá chance pra outro assunto, sobretudo porque prevê votações
secretas, qdo ficam na comissão pra votar somente senadores e ninguem mais,
sendo este um dos raros casos de nenhuma publicização durante o processo, só
da pauta, auscuta e resultados.Algo ocorreu pra não ter mais nada na pauta
sobre violência ou crime conforme mostrou a agenda de ontem, conforme
noticiei no Ada Digital. Largou-se o pacote violência parra ir-se apenas
votar, apreciar nomes para tribunais.O jeito é seguir a reunião conforme
possível e aproveitar a deixa para as devidas interlocuções com senadores e
assessores credenciados para saber e entender o que passa.
Como este PL tem a ver com LIBERDADE de EXPRESSÃO - bem quem tem valor
imaterial de infinita monta - não dá pra ser mais ou menos com ele, então o
jeito é seguir rente para ser o mais adequado nas ações a favor de nossos
ideários ecrenças.Mesmo não estando na pauta estarei na reunião da comissão
e pra conversar com quem for necessário.
"O preço da Liberdade é a eterna vigilância" já nos ensinou um general da
antiguidade, talvez Aníbal
Não quero ficar com a minha consciência doída se fizer algo de menos ou de
mais neste caso tão fundamental. Gostaria é de ver reação nossa com a mesma
competência e rapidez q houve no caso da Daniella e ai quero ver relatório
secreto ou reuniões com minimorum de gente sem publicização nenhuma.Teria??
Abs,
Ada
Em 08/05/07, pedro rezende <[EMAIL PROTECTED]> escreveu:


Ada Lemos escreveu:
> Gente,
>
> Confirmado está:
> - Nada no regimento do Senado impede a publicização do relatório de
> Azeredo sobre Crimes
...
> O jeito é eu ir atrás do próprio Azeredo, ACM, etc
> Tem muitas coisas esquisitas nisto tudo.
> Vou lá fuçar pra valer. Assunto tão grave e que afeta tanto o coletivo
> não pode ficar na moita e em reuniões exclusivas e fechadas. Até agora,
> pelo que entendi,as reuniões estão tendo caráter fechado, foi qdo
> ACM(???) disse que se o relatório vazasse faria isto e aquilo. Foi assim
> porque ele não se atrveria falar nada do gênero em reunião aberta sendo
> gravada.

Até onde sei, toda e qualquer reunião fechada, entre as que já houveram
e as que estão programadas sobre o tema, envolveram ou envolvem apenas
ou parlamentares ou quem está mancomunando para aprovar o substitutivo
como quer o senador.

--
-------------------------------------------
prof. Pedro Antonio Dourado de Rezende /\
Computacao - Universidade de Brasilia /__\
tcp: Libertatis quid superest digitis serva
http://www.cic.unb.br/docentes/pedro/sd.htm
-------------------------------------------
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista:
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: 
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a