Quem libera o código-fonte quer ganhar alguma coisa com isso.

O Anahuac licencia assim o JeguePanel porque, se não fizer isso, menos gente vai usar o produto e as chances dele de ganhar algo com consultoria diminuem proporcionalmente. Ele não se preocupa com alguém fazendo um fork, porque as chances disso acontecer são ínfimas e o modelo dele não é ganhar dinheiro com uma aplicação que os clientes acessam como o Google.

A Google não libera o código das coisas importantes (busca, Gmail, Docs and Spreadsheets) porque não tem nada a ganhar com isso e muito a perder. Ela libera outras coisas que não são "componentes críticos" mas que, independente disso, ajudam outros projetos.

E, pra mim, o que a Google faz não tem nada de ofensivo aos ideais do SL - ninguém "compra" uma caixa de Gmail ou um pacote de buscas. O software é deles e eles vivem de deixar as pessoas usarem.

A decisão de abrir ou não deve levar em conta os riscos de se baixar as barreiras de entrada em um mercado em que você participa (ou, no caso deles, domina) em oposição à expectativa de melhorias "grátis" que convidar mais desenvolvedores para a brincadeira traria.

No lugar deles, eu faria o mesmo.

Alessandra Domingues wrote:
Quero fazer uma pergunta... se você tivesse uma empresa como a GOOGLE, você liberaria? No sentido que os softwares que eles desenvolvem são para "uso próprio" e não comerciais? E talvez seu grande sucesso e segredos estejam ai?
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a