Acionistas do Google votam contra proposta anticensura na China

São Francisco - Se proposta fosse aceita, o Google da China não poderia mais
praticar autocensura, o que poderia levar ao fechamento do site.

A maioria dos acionistas da Google votou na quinta-feira (10/05)
contra uma proposta
anticensura<http://idgnow.uol.com.br/internet/2007/05/11/resolveuid/e11ecbbafe210ce3c01bd02f1e3c573a>,
relacionada à forma como a empresa conduzia seus negócios na China e outros
países que praticam a censura.

Em 2006, o site chinês Google.cn foi muito criticado pela mídia por engajar
em autocensura. Patrick Doherty, que apresentou a proposta com o apoio dos
fundos de pensão e do Escritório de Controladoria, ambos de Nova York, ao se
referir ao testemunho do Google no ano passado (disponível no site da
empresa), com o conhecimento de que "as solicitações para se fazer negócios
na China incluem a auto-censura, que vai contra os valores mais básicos do
Google e de seus compromissos como empresa."

A proposta teria pedido que o Google não engajasse em autocensura de seus
produtos. Além disso, obrigaria a empresa a sempre revelar claramente quando
ocorresse uma censura.

Em resposta, o vice-presidente senior de desenvolvimento corporativo, David
Drummond, disse que "esta proposta nos impediria de operar o Google.cn."

"Deixar a China e fechar o Google.cn não é a coisa certa para se fazer neste
momento", declarou. "Mas é exatamente o que a proposta faria."

Os diretores da empresa recomendaram que os acionistas votassem contra a
proposta. Drummond também ressaltou que o Google está trabalhando com grupos
de direitos humanos, investidores socialmente responsáveis e outros que irão
sugerir linhas de direção para as operações em tais países, mas que "aplicar
um conjunto rígido de regras não nos levará ao resultado certo."

Segue um trecho do
texto<http://sec.gov/Archives/edgar/data/1288776/000119312507073756/ddef14a.htm#rom97745_48>da
proposta negada:

"Os dados que podem identificar usuários individuais não devem ser
hospedados em países que possuem restrições relacionadas à internet, onde
falas políticas podem ser tratadas como um crime pelo sistema legal. A
empresa não irá engajar em censura proativa. A empresa irá apenas cumprir
com tais demandas caso haja um pedido através de procedimentos legais
obrigatórios. Os usuários serão informados com clareza quando a empresa
aceitar um acordo para atender legalmente os pedidos do governo para filtrar
ou censurar o conteúdo que o usuário está tentando acessar. Os usuários
podem ser informados sobre as práticas preservadas da empresa e também sobre
o compartilhamento de dados com terceiros. A empresa irá documentar todos os
casos onde pedidos de censura obrigatórios legalmente tiverem sidos
cumpridos e a informação será disponibilizada publicamente".
*Erik Larkin é editor da PC World, em São Francisco.


On 5/11/07, Olival Júnior <[EMAIL PROTECTED]> wrote:

 Lucas Arruda (llbra) escreveu:

Ok. Mas, eu estava pensando nos softwares com a "marca" Google. Desses eu
> ainda não vi nenhum efetivamente livre.


O google tem pelo menos umas 12 bibliotecas livre.
GWT, uma pra analise de desempenho, etc

code.google.com

OMG . . . Deixa eu ver se fica bem claro: estou falando dos principais
> softwares **aplicativos** q saem do Google. Aqueles q interessam a
> usuários finais q não têm noção nennuma nem se interessam por
> codificação.


Se nao interessam pra codificar, entao e mais dificil o Google liberar.

Ele esta liberando pq quer desenvolvedores pra ele. Ou voce acha que Yahoo

e MS vao sair liberando tudo que usam e vendem?

Bom, pelo visto vc não leu a thread inteira antes desta resposta.

Em todo caso, vc alinhar o Google com MS e Yahoo!, com relação à política
de tratamento de Software Livre, parece colocar a empresa no seu devido
lugar. Pena q alguns ainda se iludam com o "don't be evil".

[ ]s,

olival.junior

_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista:
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil




--
Att.

Guilherme H. S. Ostrock
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: 
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a