Parte do plano de promover a gestão de identidade entre as diversas
plataformas, a MS inaugurou novos projetos para desenvolver versões em
padrão aberto da sua solução de ID.

<http://computerworld.uol.com.br/seguranca/2007/05/23/idgnoticia.2007-05-23.2105905155/sendto_form>
<javascript:setActiveStyleSheet('Large Text', 1);>
Por COMPUTERWORLD
23 de maio de 2007 - 18h07

A companhia também divulgou outra especificação para criar uma arquitetura
baseada em web para suportar as identidades digitais de maneira
centralizada, chamada Identity Metasystem, outra parte de seu programa Open
Specification Promise (OSP). O OSP, criado em setembro do ano passado,
permite o acesso de programadores aos protocolos da gigante em Web services
sem a necessidade de licença ou de possível processo legal movido pela
gigante.

O selecionador de perfil interoperável de identidade da Microsoft, ou ISIP,
que ajuda aos fornecedores a compartilhar as mesmas informações sobre
identidade digital, está também sob o chapéu da OSP, diz Jean Paoli, gerente
de interoperabilidade e de arquitetura XML da Microsoft. Ao usar identidade
digital entre as diversas redes vai permitir aos usuários se autenticarem
apenas uma vez entre diferentes sites e com mais segurança.

O ISIP inclui diversos serviços de Web services em XML da Microsoft, como o
Web Services-Trust e Web Services-Security Policy, que compõem uma
metodologia para proteger as identidades dos usuários quando elas são
passadas entre os diversos sistemas.

Os projetos vão desenvolver cartões de informações para Java no Sun Java
System Web Server, no Apache Tomcat ou na aplicação de servidor do IBM
WebSphere,
no framework Ruby on Rails , e PHP para o Web Server Apache. O
SourceForge.net e o RubyForge.org estão hospedando os projetos que também
estarão disponíveis no site da MS chamado CodePlex.

Além disso, a Microsoft está colaborando com o KERNEL Networks e Oxford
Computer Group para criar um adaptador de OpenLDAP para o Microsoft Identity
Lifecycle Manager 2007, software que permite que o ciclo de vida da
identidade do usuário seja gerenciada com segurança nas redes, defende
Paoli. "Quando essa informação é guardada, pode ser sincronizada não apenas
no Active Directory mas também em qualquer diretório em OpenLDAP", diz.

Todos os projetos devem ter pilotos disponíveis a partir de agosto, disse
Paoli.

A Microsoft está mandando mensagens contraditórias para a comunidade open
source. Por um lado, com projetos como estes, está claro que a empresa vê a
necessidade de abrir alguns protocolos e tecnologias para melhorar a
comunicação. Por outro, executivos disseram que estão determinados a coletar
royalties em tecnologias patenteadas pela empresa. Recentemente, a MS disse
ter 235 violações em Linux e outros softwares de padrão aberto.
*Elizabeth Montalbano - IDG News Service, EUA*
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: 
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a