A Vale valia quanto o mercado avaliou que ela valia. Foi um leilão !
E quanto ela vale hoje, depois que profissionalizou sua gestão e retirou
todos os que lá mamavam sem trabalhar ? Infinitamente mais.
Esses grupos de esquerda que defendem tão absurda idéia nao querem entender
o óbvio.
Numa curiosidade mórbida, adoraria saber como que se concretizaria tal
idéia. Será que algum desses grupos pensou nisso ?
O pobre do aposentado que comprou açoes dessa empresa através do seu fundo
de pensão teria de uma hora para outra roubado de sua custódia essas ações ?
Ou seria feita uma oferta publica de compra no mercado e o governo assim
torraria bilhoes para recuperar o controle da empresa ?

Em 12/08/07, Roberto Freitas <[EMAIL PROTECTED]> escreveu:
>
> Pessoal,
>
>     Acho que todos deveriam estar por dentro dessa campanha...
>     Não esqueçam de ver o vídeo e o site http://www.avaleenossa.org.br/
>
> Abraços,
> Roberto Parente
>
> ---------- Forwarded message ----------
> From: Thiago < [EMAIL PROTECTED]>
> Date: 03/08/2007 00:43
> Subject: [MEUFC] A Vale... quanto vale??
> To: [EMAIL PROTECTED]
>
>    * Lançado vídeo do Plebiscito Popular *
>
>
>
>  Vídeo revela dados como os valores pelos quais a empresa foi vendida, um
> preço muito inferior à realidade. Traz também entrevistas com juristas,
> pesquisadores, ativistas e anuncia o plabiscito que acontece entre 1º e 7 de
> setembro.
>
> Os movimentos sociais e entidades que participam da Campanha A Vale é
> Nossa lançaram na última semana o vídeo sobre o Plebiscito Popular pela
> anulação do leilão de privatização da Companhia Vale do Rio Doce, realizado
> em maio de 1997.
>
> O plebiscito acontece de 1º a 7 setembro e também abordará os temas da
> tarifa de energia, da dívida brasileira e da reforma da Previdência. Com o
> vídeo, que pode ser assistido na internet no link
> http://br.youtube.com/watch?v=LM6oph1muCI, os movimentos pretendem
> fortalecer a reta final da campanha. Nos plebiscitos populares anteriores,
> da Dívida Externa (2000) e da Alca (2002), a participação foi,
> respectivamente, de seis milhões e de dez milhões de eleitores.
>
> O vídeo A Vale é nossa resgata os diversos problemas ocorridos na
> privatização da empresa, como a sub-avaliação do patrimônio e do preço de
> venda da Vale, assim como a participação irregular de empresas na avaliação
> e compra da estatal. A produção pretende lançar luz sobre o fato de que até
> hoje, dez anos após o leilão, a Justiça brasileira não se pronunciou sobre
> esses problemas, havendo atualmente mais de 100 ações questionando o
> processo que aguardam julgamento definitivo.
> Em pesquisa realizada em maio deste ano com duas mil pessoas em 17 estados
> brasileiros, 50,3% disseram ser a favor da retomada da empresa pelo governo,
> ante 28,2% contrárias – 21,5% não souberam responder. A sondagem foi
> realizada a pedido do DEM, o antigo PFL.
>
> O vídeo traz entrevistas com os professores Fabio Konder Comparato (USP),
> Aluizio Leal (UFPA) e Helder Gomes (UFES) e de representantes dos movimentos
> sociais e entidades participantes da campanha, como João Pedro Stédile
> (MST), Paulo Maldos (Cimi), José Antonio Moroni (Inesc e Abong), Maria Lucia
> Fatorelli (Unafisco) e Luiz Fernando (Intersindical). Os ex-deputados
> federais Dra. Clair e Sérgio Miranda, o bispo de Jales (SP), Dom Demétrio
> Valentin, o advogado Eloá Cruz, o jornalista Lúcio Flávio Pinto e o
> procurador do MPF-PA Ubiratan Cazzeta também integram o grupo de
> entrevistados. Depoimentos de seis moradores de Parauapebas (PA), onde se
> localiza o complexo mineral de Carajás, completam a relação de entrevistas,
> realizadas em dez cidades.
>
> Contando com a colaboração de cerca de 40 pessoas, a realização do vídeo A
> Vale é nossa teve o apoio de entidades como a Aepet, Comissão Pastoral da
> Terra de Belém (PA), Intervozes, MST, SindUTE-Floresta, Sitraemg e Telesur
> Brasil.
>
> Além de resgatar os desvios e abusos da privatização da Vale, apontando
> para a possibilidade de anulação da venda pela Justiça, o vídeo coloca em
> xeque o antigo modelo de estatais existentes no país. Nesse sentido, a
> produção apresenta uma série de propostas sobre a "Vale que queremos", que
> vão do respeito ao meio ambiente à gestão com participação social, passando
> pelos direitos dos trabalhadores e dos povos atingidos pelas atividades da
> empresa, especialmente os indígenas.
>
> Mais informações sobre a campanha e o vídeo podem ser obtidas no site
> www.avaleenossa.org.br.
>
> Ficha do vídeo A Vale é Nossa:
> Duração: 21min
> Organização: Plebiscito Popular A Vale é Nossa
> Apoio: Aepet, Cepepo, Cimi, Comissão Pastoral da Terra Belém/Pará,
> Intervozes, MST, mandato do deputado federal Ivan Valente (PSOL-SP),
> Sindipetro-RJ, SindUTE-Floresta, Sitraemg e Telesur Brasil.
>
>
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: 
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a