Realmente, fiquei refletindo  bastante, ainda não o suficiente, em razão
deste cipoal todo, das contradições dentro de um mesmo sistema, e a notinha
do Claudio Humberto, uma notinha, foi demais para mim. E a passei pra frente
certíssima de que "alguem" ou alguens, vamos dizer assim, recorreria tanto à
notinha, como ao e-ping, como o não uso massivo do Broffice, como as
questões colocadas por Olival, a quem respeito muito.
A referida notinha é um pé no saco, um  acerto no cerne das escolhas, na
ambiguidade das escolhas. Aliás, esta deve ser a saía justa que se quis
fazer com tal notinha em segundo lugar. E qual é a primeira intenção???
Uma notinha que põe em cheque ou pretendeu por em cheque muitos gestores
governamentais.
Mas, começo a achar que Cláudio Humberto ao atirar em algo, mirou uma coisa
e acertou em outra, talvez lhe fazendo efeito bumerangue, assim espero.
Ada

Em 14/08/07, Ada Lemos <[EMAIL PROTECTED]> escreveu:
>
>
>
> Em 14/08/07, Olival Gomes Barboza Júnior <[EMAIL PROTECTED]>
> escreveu:
> >
> >
> > A melhor forma do governo apoiar o ODF estaria na utilização maciça de
> > um pacote de automação de escritório q o suporte. E, pior ainda, a questão
> > nem é o OOXML. Enquanto vc tiver sistemas e órgãos q cobram explicitamente o
> > envio de documento .doc e .xls, nada disso vai adiantar. E enquanto isso
> > acontecer, haverá margem para a notícia abaixo:
> >
> > "Control+Alt+Del" -  A inclusão digital chegou à presidência da
> > República: vai gastar R$ 41,8 mil num curso de Word, Windows XP, Power Point
> > e Excel para 300 servidores. Os futuros Bill Gates do Planalto devem
> > concluir as lições até dezembro." (fonte:
> > http://www.claudiohumberto.com.br/ em 14/08/2007)
>
>
> Vi, no final do dia, a notinha acima na coluna do Cláudio Humberto, e fiz,
> pode crer, muita reflexão  sobre ela, e esta reflexão a fiz tb com uma
> pessoa inteligente.Tb coloquei a par sobre a nota, 3 pessoas que prezo.
> Não acreditei que ela aconteceu "por um acaso" Tem intenções. Depende de
> quem a encomendou e ou de onde se vislumbra poder chegar com ela.Não é de
> graça.
> E ai não posso deixar de concorda com vc, qdo diz que ao usar-se
> Openoffice e deste entorno, dificulta-se outro padrão, e se a presidência
> que usa fortemente das trocas de documentos, inclusive entre poderes, se não
> usar odf e ficar capacitando 300 pessoas em dois mil e poucos
> funcionários....é sintoma de que ....
> Este é um ponto e nele toquei em pvt, é claro com uma determinada pessoa q
> tem responsabilidades funcionais no qie tange à adoção deste  e ou daquele
> SO, etc, etc
> Por outro lado tb, me parece lógico os argumentos de Alberto
> Difícil, não é mesmo, todas as questões deste cipoal.
> Abs,
> Ada
>
> [ ]s,
> >
> > olival.junior
> >
> >
> > _______________________________________________
> > PSL-Brasil mailing list
> > PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
> > http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
> > Regras da lista:
> > http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil
> >
> >
>
>
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: 
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a