Olival Júnior escreveu:
> [EMAIL PROTECTED] escreveu:
>>> Isto posto, não sei pq ele não daria essa informação tranquilamente, já
>>> q são motivos legitimos para qqr empresa normal. É só ver a Red Hat
>>> correndo atrás de certificações de segurança do governo norte-americano,
>>> por explo. Fizeram isso pq precisavam mostrar q seu produto era seguro
>>> ou estavam de olho no mercado governamental de lá?    
>>
>> Não sabe porque, independente do motivo, vc perdeu o foco.
>>   
> 
> Meu "foco" está na legitimidade da empresa adotar ou não uma medida para
> tentar manter a competitividade em determinado mercado. A notícia se
> referia a isso. A questão do OOXML ser uma especificação q está longe de
> ser chamada de "padrão" não fere, IMHO, a legitimidade da ação da empresa.
> 
> O q "pegou" foram as medidas anti-éticas q vieram depois (como oferecer
> vantagens a parceiros em troca de votos favoráveis nos respectivos
> comitês de padronização, etc).


Pelo visto, ao que me parece ser seu juízo, não importa quão longa ou
variada seja a ficha criminal, nada é capaz de atingir a legitimidade
das ações do maior monopólio que o capitalismo já produziu. Tanto é que,
prá você acima, medida anti-ética, se pegar, é entre aspas. De minha
parte, eu não gastaria meu tempo louvando esse foco.

> 
>> Qualquer tentativa de qualquer outra empresa de apresentar algo parecido
>> para o fast-track da ISO seria recebida como piada. Esse é o motivo da
>> intranquilidade. Ao ceder, se ceder, o que a ISO colherá, aprovando um
>> padrão que tem "aberto" no nome mas é cheio de armadilhas proprietárias,
>> além de incompleto, é a contaminação do valor da sua marca como para
>> padrões internacionais de jure. Mais uma vítima da luta pela sobrevida
>> artificial de um modelo negocial agonizante.
>>   
> Mas, a "intranquilidade" aí seria em relação à ISO.
> 
> Em relação à MS, não vejo motivos para o funcionário q anunciou a
> "motivação" da empresa estar "intranquilo". Mesmo as empresas
> "tradicionais" q "abraçaram" o SL o fizeram visando uma maior
> competitividade, seja em qual dimensão for, seja em qual prazo isso vá
> acontecer.

Que haja gente aqui que pense assim, que a ganância justifica qualquer
ação, gente que para defender este ponto de vista tenta nivelar a todos
por baixo, é motivo de inquietação. Não para a ISO, não para quem pensa
assim (nessa lista ou na Malásia), mas para quem está no movimento do SL
por uma questão de princípios. Como eu.


>> O ODF tem valor porque é padrão de verdade, construido visando
>> interoperabilidade entre fornecedores, não entre versões de um
>> fornecedor para manter o vendor lock-in.
>>   
> De fato. Mas, as empresas q bancaram o ODF (e o implementam em seus
> produtos) não entendem q a interoperabilidade é um diferencial
> competitivo em seus respectivos mercados/produtos? E não seria isso a
> principal motivação para uma IBM da vida?
> 
>> O diferencial principal é o vendor lock-in. Leia em
>> http://samadeu.blogspot.com/2007/08/pedro-rezende-explica-importncia-dos.html
>>
>>   
> Acho q me expressei mal... 

Sempre que vc tenta defender esse monopólio nesta lista vc acaba
escorregando por aí, já percebeu?
Sugiro que tente conter um pouco do seu afâ de defendê-lo aqui.
-- 
-------------------------------------------
prof. Pedro Antonio Dourado de Rezende /\
Computacao - Universidade de Brasilia /__\
tcp: Libertatis quid superest digitis serva
http://www.cic.unb.br/docentes/pedro/sd.htm
-------------------------------------------
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: 
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a