Olival Júnior escreveu:
Caro prof. Pedro,

[EMAIL PROTECTED] escreveu:
colocações e experiência. Creio que muitos aqui também. Mas quando
sofismas uma certa vã filosofia fundamentalista neoliberal, me dá antes
pena do que incômodo. Cada um de nós é fruto do seu tempo, da sua
vivência e de seus valores.
Como vc mesmo disse, somos fruto de contextos diferentes. Porém, acredito q minhas msgs têm sido interpretadas de forma equivocada por vc, tendo em vista os inúmeros replys com conceitos q passam a largo dos significados q tentei atribuir às minhas palavras qdo as escrevi. Por isso recorri repetidas vezes ao "devo ter me expressado mal".

Realmente não enxergo em meu texto defesa a monopólios, ganância desmedida ou coisa q o valha. Ou, pelo menos, não pretendia tomar essa posição em minha msgs. Mas, novamente, experiências diferentes produzem filtros diferentes. Peço apenas um pouco mais de "in dubio pro reu" para meus textos, q espero não sejam realmente peças de defesa de uma "filosofia fundamentalista neoliberal". :-)

Acato de boa fé teu pedido, um conselho prudente e valioso que certamente a mim se encaixa, quanto aos debates que aqui temos travado.

Em sinal desta boa fé, peço-lhe permissão para iluminar apenas um exemplo de como, nos filtros de minha vivência, seus replys às minhas intervenções com frequência me aparecem como defesa de uma tal filosofia.

O tema nesse thread era, no meu entender, abusos do processo ISO na submissão de proposta fast-track do OOXML, o FUD para acobertar este abuso, e o debate sobre essa conduta do proponente, à luz do motivo, por ela declarado, para tal submissão (ODF ter se tornado padrão ISO).

O problema geral se caracteriza por distintas percepções da fronteira que separa o que é ético, ou legítimo, do que não é nesse tipo conduta. E o problema particular, em debate nesse thread, a fronteira entre o que é e o que não é (ético, legítimo) nessa conduta específica.

O perigo aqui, pela visão que alcanço através do meu filtro de vivência, é o deslocamento gradual da percepção coletiva dessa fronteira, sob a influência dessa tal filosofia, predominante na cultura do nosso tempo (tema da minha série "sapos piramidais"). Esse deslocamento gradual não é novidade: já ocorreu antes, por exemplo, na ascensão do nazifascismo, donde a percepção, através do meu filtro, desse perigo.

De volta à vaca fria, começando pelo processo relativo ao ODF, que tinha como interessado uma empresa que outrora ocupou a posição de monopolista-mor na área das TIC, e que dessa posição havia contribuído para a ascensão do nazismo e para o holocausto, não houve (diferentemente do OOXML), no entender dos votantes na ISO, abuso de processo, já que nenhum deles votou contra a aprovação do ODF, eliminando inclusive a necessidade do BRM (Balot Resolution Meeting).

Quando a proponente do OOXML, hoje ocupando essa posição, usa-a para agir por exemplo assim http://blogs.zdnet.com/hardware/?p=774, é plausível que se considere, segundo esse meu filtro, a possibilidade dela vir a servir como instrumento de controle do Estado-aliado-ao-Capital (definição de Mussolini para o fascismo), da mesma forma que a ocupante dantanho foi usada naquele ciclo da História.

Ao alertar para essa possibilidade atual, não me vejo usando dois pesos e duas medidas quanto a abusos de quem ocupa posições monopolistas. Não me vejo ignorando abusos da ocupante anterior, ao contrário. Vejo-me tentando aprender com a lições da história. Desviar o debate para discussões hipotéticas sobre produtos, não me pareceu adequado para iluminar essa fronteira.

Menos ainda o argumento de que, se a ocupante d'antanho contribuiu a o nazismo e o holocausto, e hoje dá causa (ao apoiar o ODF) para abusos no processo ISO, ao motivar a ocupante atual a empurrar ali o quanto antes, e de qualquer jeito o "seu padrão", seria hipocrisia criticar a ocupante atual por tal conduta. Por meu filtro isso passa como mais um empurrão naquela fronteira. Como um "nivelar por baixo". Como mais um passo, caso se torne senso comum, rumo ao próximo ciclo de totalitarismo globalizado.

Se corro o risco de lhe ofender em meus replys, mesmo procurando evitar parecer algo pessoal, é pela intenção, sempre em boa fé, de aqui oferecer aos leitores uma reflexão contrária a esse rumo, até por considerá-lo, devido a sua grande cultura e saber técnico, um formador de opiniões.
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista: http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a