É isso ai. A microsoft percebe o avanço do software livre e amplia seus invstimentos para manter a cultura de dependência.

Ao mesmo tempo que Novo Conselho de Combate à Pirataria vacentua ações educativas: http://www.mj.gov.br/combatepirataria/data/Pages/MJ3E7529ECITEMIDD0514D29D08D4A458DF5E81415A06B97PTBRNN.htm


Microsoft doa essas licenças por tempo determinado para manter essa cultura.

Aliado a isso a Secretaria de Educação e Câmara Americana de Comércio (Amcham) estão trabalhando numa campanha que atingirá 170 mil estudantes.

Tudo isso para manter o mercado da propriedade intelectual.

Eles estão lançando a campanha "Pirataria não vale a pena", e nós podemos fazer
"Pirataria não vale a pena, apoie a culura livre".

Mas, é isso nós temos que fazer nossas campanhas também...

Everton


Quoting Olival Gomes Barboza J?únior <[EMAIL PROTECTED]>:

"A prefeitura receberá licenças de Windows da Microsoft para instalar nos telecentros...

Está marcada para hoje, 16, a assinatura de um convênio entre a Microsoft e a Prefeitura de São Paulo. A Microsoft vai doar licenças do Windows e de outros programas aplicativos para a Secretaria de Participação e Parceria (SEPP). Ao longo de 2008, os 170 telecentros atuais da prefeitura serão adaptados para aceitar os dois sistemas operacionais, Linux e Windows. E os 130 telecentros planejados já serão entregues com os dois sistemas. Em cada computador, haverá uma parte do disco com Windows e outra parte com Linux. Com os dois sistemas, a prefeitura consegue dar mais cursos à comunidade -- pois existem mais cursos preparados para Windows. Cada telecentro da prefeitura tem 20 PCs, informa Francisco Buonafina, chefe de gabinete da SEPP. Pelo preço de mercado do Windows Vista Home Premium, R$ 499,00, a doação vale uns R$ 3 milhões (sem contar descontos por volume e descontos especiais para órgãos do governo). No futuro, diz Francisco, a meta é fazer com que os telecentros se tornem auto-sustentáveis. Hoje, a prefeitura gasta R$ 15 mil para reformar o espaço e, depois, R$ 1.100,00 por mês para pagar água, luz, telefone e Internet. "Senão o estado fica bancando os telecentros eternamente. O que é um horror."

... e monta uma incubadora de projetos sociais, incluindo TI.

A SEPP também marcou para hoje o lançamento da Incubadora Municipal de Projetos Sociais Autofinanciados da Cidade de São Paulo, que terá foco em projetos de capacitação, boa parte deles relacionados com tecnologia da informação. O anúncio será na sede da incubadora, no antigo prédio da Gráfica Municipal, no bairro do Cambuci (zona central), onde a SEPP pretende montar um Telecentro de Acessibilidade Total para 5.500 pessoas e espaços para ONGs. Um dos projetos incubados na sede do Cambuci é o Curso de Remanufatura de Microcomputadores para jovens, da Fundação para o Desenvolvimento da Tecnologia, Educação e Comunicação (Fundetec), com apoio da Microsoft e bolsas de estudo providenciadas pela SEPP. Serão cursos de 6 meses para turmas de 120 alunos."

Fonte: TI&Governo no.226 ano 5



-------------------------------------------------------------
Associacao Software Livre.Org - http://www.softwarelivre.org/

_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista:
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a