Em 13/12/07, Alexandre Oliva<[EMAIL PROTECTED]> escreveu:
> On Dec 11, 2007, "Pablo Sánchez" <[EMAIL PROTECTED]> wrote:
>
> > Até hoje, não conheço uma versão satisfatória de software livre
> > leitor de tela.
>
> Err...  Você tem condições de avaliar?  Tipo, achei que você fosse
> vidente.

De boa, se eu digo que não conheço, acho que isso quer dizer que eu
não conheço e assumo uma parte de culpa sobre a ignorância da
existência de um software bom, então meio que desnecessário esse seu
comentário. Convenhamos que ter a visão ou não, não é necessariamente
o parâmetro necessário aqui. Posso pegar e simplesmente fazer o
levantamento entre um grupo de cegos, preferencialmente que nunca
tenham usado um computador (para evitar vícios de aprendizado -
aqueles onde a pessoa julga que uma coisa é ruim apenas porque tem que
aprender algo que já sabia fazer com outro) e chegar à conclusão,
tendo eu visão ou não. E o que digo é que dos 2 deficientes visuais
que conheço que usam o computador, nenhum deles me deu uma boa opinião
sobre SL leitores de tela.

> > Já vi esta discussão inclusive várias vezes nesta lista indicando
> > diversas soluções, mas não conheço um deficiente visual que tenha
> > ficado satisfeito
>
> Tive oportunidade de assistir à palestra de
> http://www.sesol.ufc.br/sesol3/Main/TiagoCasal no SESOL3, em
> Fortaleza.  Lá vi bastante do DOSVOX, que lamentavelmente parece que
> não é Livre,

Pois é, veja que eu disse que não conheço um soiftware livre, e
novamente falam no DOSVOX, que não é livre, então voltamos à questão:
não conheço um software livre à altura das opções comerciais.

> mas parece que o ORCA é bastante satisfatório para quem
> precisa dele.

Se a pessoa está satisfeita, ótimo. Não é a avaliação geral, mas já é
uma avaliação.

> Fora isso, ainda tem brltty (que exige hardware específico),

hardware = proprietário? veja que a partir do momento que a pessoa tem
que comprar o hardware da empresa XYZ, já torna que não é 100% livre.
Eu não tenho a opção de escolher o hardware. É como eu baixar um
software de edição de imagens da HP, que só funciona com scanners HP:
cadê minha liberdade de escolha?

> emacspeak (leitor de tela dentro do "sistema operacional" Emacs :-)

ainda assim, preso dentro do emacs, ou seja, se eu uso outro software,
já não funfa.

> speakup (módulo do Linux).

Esse eu desconheço. Funciona em ambiente gráfico? (ok, é meio estranho
falar sobre ambiente gráfico para uso por deficientes visuais, ainda
assim, vamos lembrar que deficientes visuais não quer dizer 100% sem
visão). A pergunta aqui se dá pelo fato de que o deficiente visual
também precisa utilizar suítes office e navegadores web que estão
inseridos no ambiente gráfico.

> Sei que já teve até gente sem o sentido da visão que já obteve
> certificação Red Hat, e isso exige aprovação nas provas práticas, sem
> a instalação de qualquer software adicional.

? O que é que isso tem a ver com software para deficientes visuais?

> Então, que dá, dá.  Mas inércia é inércia...  Se usuários típicos de
> MS-Windows têm dificuldade para achar os ícones do IEca e do Word num
> GNU/Linux, e por isso concluem que o sistema é uma droga, não há razão
> para supor, em princípio, que não-videntes típicos vão ser muito
> diferentes.

... ok, não acompanhei mesmo sua linha de raciocínio porque não me
lembro de argumentação sobre instalação (exceto o exemplo dado sobre
Linvox que permite até a instalação para deficientes), mas de toda a
forma a argumentação dada aqui não se refere ao que eu argumentei
anteriormente.

> > mas convenhamos, se não há uma solução técnica aceitável, o que
> > fazer?
>
> Criar uma.  Usar o que é moralmente inaceitável só porque não existe
> algo pronto que seja moralmente aceitável não é moralmente correto.

Ok, ainda assim, o desenvolvimento de tais softwares não faz parte da
política governamental (deveria por objetivarem inclusão social, mas
não fazem). E a discussão era sobre porque o governo deveria gastar
dinheiro comprando uma versão proprietária, ao invés de investir no
desenvolvimento de uma versão livre. Pelo menos, isso era o que eu
tinha entendido sobre a discussão.

A questão é que não é fácil ou simples justificar isso dentro de
governo, pelas diversas restrições legais que existem no uso de
dinheiro público. O Corinto e equipe já tiveram sua parcela de
contribuição com a criação da figura do software público, falta agora
é fazer com que aja investimentos para a criação dos mesmos a partir
do zero, ao invés da simples liberação de software que já havia sido
criado anteriormente, e só depois foi colocado disponível.

Quer dizer (e resumindo o que eu realmente quero dizer, é isto) falta
uma política pública de criação de softwares públicos que objetivem a
criação de um ambiente que permita a inclusão social de grupos
realmente minoritários. Com o Linux já conseguimos levar tecnologia à
comunidades carentes sem enormes gastos de licenciamento, mas dentro
destas comunidades, ainda há parcelas - como os deficientes visuais -
que precisam ser atendidas.

> > Mas temos que compreender que não há uma solução descente em SL para
> > a questão.
>
> Cadê a evidência concreta?  Os dois não-videntes que você conhece
> provam alguma coisa?  Será que são evidência mais forte que os 3
> co-palestrantes no SESOL?

Ok, vamos fazer um levantamento mais concreto então, uma pesquisa real
de quantos usuários deficientes visuais (acho o termo vidente e não
vidente problemático, pela utilização do mesmo para definir aquele
vidente místico, então, me recuso a usar o mesmo) e destes quantos já
testaram ou usam versões de software livre, e qual a opinião dos
mesmos sobre eles. Acho uma pesquisa válida e talvez até mesmo consiga
trazer à tona da esfera de política pública a questão.

> > Quando houver, aí sim, vamos tacar fogo nas licenças do Windows.
>
> "Onde você quer ir hoje" tacar fogo nas licenças do Windows? ;-)

Tipo isso, hehehe.
_______________________________________________
PSL-Brasil mailing list
PSL-Brasil@listas.softwarelivre.org
http://listas.softwarelivre.org/mailman/listinfo/psl-brasil
Regras da lista:
http://twiki.softwarelivre.org/bin/view/PSLBrasil/RegrasDaListaPSLBrasil

Responder a